Geral
Uber pagará a mais para motoristas com carro elétrico

O Uber quer beneficiar motoristas que optarem por veículos elétricos nos Estados Unidos. A empresa criou uma iniciativa para pagar alguns dólares a mais para motoristas que fizerem suas corridas em carros movidos a energia limpa. Por enquanto, o projeto estará restrito a algumas cidades dos EUA e também trará recursos exclusivos para os passageiros que escolherem “transporte verde”.

O Uber espera que o número de viagens por meio de veículos elétricos aumente de 4 para 9 milhões nos próximos 12 meses. Com o incentivo, o Uber tenta equilibrar o uso da energia elétrica, pois esses motoristas levam mais tempo para recarregar as baterias e têm custos maiores de manutenção. Ao mesmo tempo, o app fará parcerias com organizações sem fim lucrativos do governo, para descobrir novas formas de incentivar a adoção de carros elétricos.

O projeto está sendo aplicado em sete cidades: Austin, Los Angeles, Montreal, Sacramento, San Diego, São Francisco e Seattle – e os benefícios são diferentes entre elas. Em alguns locais, veículos com emissão zero de combustível fóssil podem arredondar o valor extra que recebem, além de ganhar acesso gratuito em pontos de carregamento. A ideia é limpar a imagem do Uber como “vilão” dos apps de transporte. O que você achou da ideia?

Fonte

Geral
Uber só tem quatro motoristas 5 estrelas no mundo - um deles é brasileiro

Ele esperava ser o melhor motorista do Uber na cidade mineira de Uberlândia. Mas Erick Leandro Teixeira, 41, foi bem mais longe que isso: é o único motorista de toda a América Latina com pontuação máxima dentro do aplicativo. Em todo o mundo, apenas quatro motoristas alcançaram essa nota. Para a Uber, são considerados motoristas cinco estrelas apenas quem mantém essa média de avaliação por mais de 1.000 viagens. Os outros três motoristas dirigem nos Estados Unidos, sendo que um deles dirige um Mercedes.

Natural da cidade mineira de pouco mais de 604 mil habitantes, Erick divide-se entre dois empregos: o primeiro turno começa às 11h40 como vendedor de autopeças e só termina à meia-noite, quando faz a última corrida do dia. De segunda a quinta-feira, ele começa a dirigir a partir das 18h. De sexta-feira para sábado, ele trabalha até as 2h da madrugada. No domingo, ele pega no volante às 14h e encerra somente às 21h. Com esse esforço, o motorista afirma faturar R$ 800 por semana.

O mineiro começou a trabalhar na Uber em março de 2017 para complementar a renda. Hoje, ele diz dirigir por prazer e não larga o emprego de vendedor por achar que “não se mexe em time que está ganhando”. Erick conseguiu a pontuação máxima no aplicativo após 10 meses. “Sempre prezei pela boa experiência do passageiro. Para ser motorista da Uber não basta dirigir, você precisa ter cordialidade e prestar um bom serviço”, diz Teixeira.“ Dentro do Ônix que dirige, Teixeira também disponibiliza aos passageiros um carregador de celular e internet.

Desde o ano passado, Teixeira já completou 3.781 viagens. Ele conta que ainda não terminou de pagar o carro que dirige, mas que consegue custear todos os gastos do veículo dirigindo para a Uber. “Gosto de trabalhar, estou sempre conhecendo pessoas, aprendendo com opiniões diferentes. É enriquecedor”, conta. “Às vezes passamos mais de 30 minutos com o passageiro, escuto histórias pessoais, felizes e tristes. Dependendo da forma que o passageiro entra no veículo, você sabe se ele quer se comunicar ou não”.

A Uber lançou em abril um jogo para ajudar os motoristas do aplicativo a melhorar a pontuação na plataforma. O Desafio Cinco Estrelas é ambientado na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais, onde mora Teixeira, motorista com a pontuação máxima do aplicativo. O jogo interativo tem como foco os motoristas novatos e é dividido em três módulos para que os condutores aprendam a lidar com as situações mais comuns do dia a dia, e dessa forma reduzir o stress e ansiedade das primeiras viagens.

Fonte

Geral
Aplicativo ajuda a escolher se vale a pena chamar um Uber, Cabify ou Taxi

Há alguns dias pedi pelo stories do MUITOinteressante, no Instagram, para os seguidores enviarem aplicativos inovadores e criativos, enfim, aplicativos MUITO interessantes e recebi uma verdadeira avalanche de sugestões para testar. Um dos mais legais foi enviado pelo seguidor @luis_armando5 mandou uma sugestão que realmente mudou a minha vida.

O que vale mais a pena? Uber, Cabify ou Taxi? A resposta é: DEPENDE. Depende da hora que você está chamando, do local de origem e destino e também do tamanho da sua pressa. Por isso o App MUITO interessante de hoje é tão útil!

Tanto os taxis, quanto o Uber e a Cabify têm suas vantagens. Um é mais barato, outro mais rápido, outro tem serviço melhor e no caso do taxi, tem a vantagem de poder pegar corredor de ônibus e fugir do trânsito de São Paulo. Muito útil quando se está com muita pressa.

Mas até então sempre precisei abrir cada um dos apps de transporte compartilhado, colocar o endereço de partida e destino, calcular o valor e tempo para então decidir qual app usar. Mas isso acabou quando conheci o VAH, uma espécie de Buscapé para serviços de transporte compartilhado.

O app é muito simples, como todo app genial deve ser. Basta colocar os endereços que ele mostra o tempo de chegada, valor estimado da corrida e até promoções em todos os aplicativos.

Clique AQUI para baixar no Android e AQUI para baixar no iOS.

MUITO interessante, né?