Geral
Gabriel Miranda

Gabriel Miranda

Pq as digitais são formadas ainda dentro do útero, por cada movimento do bebê. E isso é único.

Até o sétimo mês de gestação, nossa pele é muito fina e lisa. É nesse período que, somado às informações genéticas, começamos a desenvolver sulcos na pele. Estes sulcos são extremamente úteis para termos firmeza ao segurarmos alguma coisa, assim como os sulcos dos pneus e das solas dos calçados. Durante a formação, qualquer movimento do bebê dentro do líquido amniótico faz com que o desenho destes sulcos se altere. Isso cria um padrão único em cada dedo, sendo que nem gêmeo idênticos podem compartilhar da mesma impressão digital. E, depois de nascidos, elas não mudam jamais (salvo acidentes), o que nos garante uma assinatura individual e imutável pelo resto da vida.

Todavia, a raríssima Síndrome de Nagali provoca a pele lisa nos dedos, impedindo a formação das digitais. É um defeito genético que ataca cerca de 3 mil pessoas no mundo. Torçamos para que todos sejam boa gente.

Geral
Anônimo

Anônimo

Existem muitas e a maioria ainda não foi catalogada, já que as vezes chegam a ser tão peculiares que levam décadas para serem identificadas. Das que já se tem conhecimento, fizemos uma lista com as síndromes que nos deixaram mais impressionados.

SINDROME DA MÃO ALIENÍGENA
Também conhecida como Síndrome da Mão Alheia, esta desordem cerebral faz o doente perder o controle da própria mão. Mas não é que a mão da pessoa vai ficar parada ou mexendo aleatoriamente, ela ganha vida e vontade próprias. Os ataques acontecem de repente e vão desde um tapa na própria cara até uma tentativa de assassinato/suicídio. É mais frequente em pessoas que passam por traumas neurológicos, como derrame e aneurisma cerebral. A síndrome até pode ser controlada, mas não tem cura.

SINDROME DE ALICE NO PAÍS DAS MARAVILHAS
Quem possui esta síndrome tem a ilusão de que alguns objetos próximos ou partes do próprio corpo pareçam extremamente menores ou maiores do que são. No livro que deu nome à disfunção, a protagonista vê coisas com proporções erradas, como se estivesse em uma viagem de LSD. O primeiro caso descrito data de 1955, quando o psiquiatra John Todd batizou o distúrbio em homenagem à obra de Lewis Carroll.

DELÍRIO DE FREGOLI
O doente acredita que pessoas próximas a ele se disfarçam para persegui-lo por motivos variados. Geralmente o motivo ilusório da perseguição é assassinato, sequestro e abdução por extra-terrestres. Está diretamente ligada ao delírio de perseguição e geralmente acomete pessoas em estado psicótico e esquizofrênico. O nome do distúrbio é em homenagem ao ator italiano Leopoldo Fregoli, que viveu entre 1867 e 1936 e era famoso pela sua versatilidade no palco, capaz de encenar vários personagens na mesma peça.

MALDIÇÃO DE ONDINA
Normalmente, as pessoas respiram instintivamente, sem ter que pensar nisso, mas quem sofre da Maldição de Ondina pode simplesmente se esquecer de respirar e morrer sufocado. Imagina a  agonia? A doença é rara, existem cerca de 450 casos registrados até hoje. Ondina é o nome de uma ninfa das águas na mitologia pagã européia e a alusão ao nome está ligado ao afogamento que um humano sofreria na água.

KORO OU SÍNDROME DA REDUÇÃO GENITAL
Parece brincadeira, mas quem sofre desta doença entra em profundo desespero ao acreditar que seus genitais estão diminuindo ou desaparecendo. É curioso observar que a maioria dos casos são registrados na Ásia, que de acordo com este infográfico, possui a maioria dos países onde em média, os pênis são menores. Ao que parece, esta síndrome possui indícios de ser contagiosa. O caso mais conhecido de surto aconteceu em 1967, quando o serviço de saúde de Cingapura registrou centenas de casos de homens alegando que seus pênis estariam desaparecendo. De acordo com o Instituto de Psiquiatria da USP, o único caso de Koro registrado no Brasil, quase resultou em morte. Desesperado com o suposto sumiço do pênis, o homem tentou se matar com duas facadas na barriga. É uma síndrome mais comum em homens, mas também afeta mulheres.

SÍNDROME DE PICA
Diferente do Koro, esta síndrome não tem nada a ver com o pênis. Pica vem de pêga, uma espécie de pombo que come praticamente qualquer coisa. Mais comum em grávidas e crianças, a síndrome recebeu este nome por que quem é acometido por ela, sente uma vontade incontrolável de comer coisas no mínimo bizarras, tipo bitucas de cigarro, dinheiro, pedaços de sapato, casca de árvore, cocô de cachorro seco e outros. Gente feia não entra na lista, ok? 

SÍNDROME OU DELÍRIO DE CAPGRAS
Esta é rara e muito sinistra. O doente acredita que uma pessoa próxima, geralmente o marido, esposa ou outra pessoa da família foi substituído por um impostor idêntico. Esta síndrome geralmente se manifesta em pessoas com esquizofrenia, mas já foram registrados casos de pessoas com outros danos cerebrais diagnosticadas com Capgras. Vale lembrar que alguns estudiosos não consideram o Capgras em si uma síndrome, mas o sintoma de outras doenças mentais. 

SÍNDROME DA EXPLOSÃO NA CABEÇA
Imagine só, levar sustos de melar as calças com barulhos que ninguém mais ouve. Tenso, né? Pois é o que acontece com quem sofre desta síndrome. Do nada, a pessoa começa a ouvir explosões ou gritos criados pela própria mente e normalmente acontecem durante o sono. A Síndrome da Explosão na Cabeça geralmente é passageira e causada por estresse ou cansaço extremos.

SÍNDROME DE COTARD
É uma depressão extrema, em que o doente passa a acreditar que já morreu há alguns dias. Ele acha que é um cadáver ambulante e que todos à sua volta também estão mortos. A mente da pessoa meio que cria um ataque zumbi particular e em muitos casos, os doentes acham que estão apodrecendo e com mal cheiro. 

SÍNDROME DE TOURETTE
É sem dúvidas uma das mais conhecidas da lista. Esta doença incurável geralmente se manifesta na infância ou na juventude e entre os principais sintomas estão piscar, franzir a testa, contrair os músculos da face e balançar a cabeça. Em casos mais graves acontecem movimentos mais complexos como tocar ou bater nos objetos próximos, pular, fazer grandes movimentos bruscos entre outros. Muitas vezes a doença é acompanhada da Coprolalia, uma tendência involuntária de dizer palavras obscenas ou fazer comentários depreciativos e inadequados sem motivo aparente. Coprolalia vem do grego κόπρος λαλία, que significa, em livre tradução "discurso sobre estrume". Veja como funciona na prática com este vídeo da vlogueira norte-americana Melissa C. Mater, que possui a síndrome e faz vídeos sobre o assunto:


E você, possui alguma síndrome? Conhece alguém que é acometido por uma dessas disfunções cerebrais? Responda abaixo, nos comentários.