Geral
Anônimo

Anônimo

Por conta da evolução, essa linda.

Não só barba, mas índios brasileiros mal têm pelos no corpo. Os ancestrais deles eram como todos os ancestrais: peludos. Todavia, os índios brasileiros viviam em regiões muito quentes, com florestas densas e úmidas. Logo, quem tinha mais pelos acumulava mais umidadee ficava suscetível a desenvolver mais doenças. Além do que, os lisinhos ainda nadavam e corriam melhor, se dando bem na caça. Logo, os com menos pelos se tornavam os mais fortes, mais saudáveis, tinham uma vida mais longa, atraiam mais fêmeas e perpetuaram seus genes pelados.

Geral
Filhos da mãe: 7 dos 11 titulares da Seleção foram criados sem pai

A cada gol marcado, Gabriel Jesus faz o gesto do "telefone" e diz: "Alô, mãe!". Gabriel e outros seis titulares da Seleção foram criados longe do pai biológico. Situação comum na machista sociedade brasileira, onde os homens, por motivos diversos, abandonam filhos e deixam para as mulheres a responsabilidade de criar essas crianças - e de fazer de algumas delas estrelas futebolísticas de nível mundial. Miranda, Thiago Silva, Marcelo, Casemiro e Paulinho são filhos de pais separados. O goleiro Cássio sequer conhece o pai biológico.

Casemiro também foi criado pela apenas pela mãe; Paulinho teve um padrasto e Cássio foi ajudado pelo tio. O lateral Marcelo foi morar com o avô materno. Miranda e Thiago Silva, os dois homens fortes da zaga brasileira perderam o pai ainda na infância: o pai de Miranda sumiu no mundo quando o defensor da Internazionale tinha 5 anos. O caso de Thiago é ainda mais grave - o pai se afastou da família durante a gestação do zagueiro do PSG.

De acordo com estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), 40% dos lares brasileiros são chefiados por mulheres - em 12 milhões desses lares não há um cônjuge para ajudar na criação dos filhos. A situação é ainda mais grave quando lembramos que a remuneração de mulheres negras sozinhas não só é inferior à dos homens como também de mulheres brancas na mesma situação.

Fonte

Geral
Será que vem o hexa? Veja 8 coincidências entre as Copas de 2002 e 2018

O Brasil conquistou o pentacampeonato em 2002 e, desde então, amarga 3 Copas seguidas sem sequer ser finalista do Mundial. No entanto, uma série de coincidências entre a Copa de 2002 e a Copa de 2018 podem servir para deixar o torcedor animado para o Mundial que começa no próximo dia 14 de junho. Vamos ver quais são esses fatos:

2002
Kleberson, volante contestado, pouco aceito pela torcida, negociado com o Manchester United às vésperas da Copa
2018
Fred, volante contestado, pouco aceito pela torcida, negociado com o Manchester United às vésperas da Copa

2002
Treinador gaúcho, foi campeão e ídolo da torcida de um clube paulista antes de assumir a Seleção
2018
Treinador gaúcho, foi campeão e ídolo da torcida de um clube paulista antes de assumir a Seleção

2002
Ronaldo, nosso camisa 9, sofreu uma lesão poucos meses antes da Copa, mas recuperou-se a tempo de jogar o Mundial
2018
Gabriel Jesus, nosso camisa 9, sofreu uma lesão poucos meses antes da Copa, mas recuperou-se a tempo de jogar o Mundial

2002
Emerson, capitão do time e homem de confiança do treinador, machucou-se e foi cortado do time
2018
Daniel Alves, capitão do time e homem de confiança do treinador, machucou-se e foi cortado do time

2002
Time chegou à Copa desacreditado depois de, no torneio anterior, tomar uma surra desconcertante da França, que foi campeã
2018
Time chegou à Copa desacreditado depois de, no torneio anterior, tomar uma surra desconcertante da Alemanha, que foi campeã

2002
Costa Rica no mesmo grupo que o Brasil
Nigéria no mesmo grupo que a Argentina
2018
Costa Rica no mesmo grupo que o Brasil
Nigéria no mesmo grupo que a Argentina

2002
O lateral esquerdo Roberto Carlos, melhor do mundo na posição, era titular absoluto do Real Madrid. Conquistou a UCL no ano da Copa
2018
O lateral esquerdo Marcelo, melhor do mundo na posição, é titular absoluto do Real Madrid. Conquistou a UCL no ano da Copa

2002
Ronaldinho Gaúcho era o camisa 10 do PSG
2018
Neymar é o camisa 10 do PSG