Instagram

Uma pesquisa intitulada 'Global Teacher Status Index 2018' realizada pela ONG Varkey Foundation, conduzida em 35 países para avaliar o status dos professores na sociedade, mostrou que o Brasil é o país que menos valoriza este profissional. Já a China lidera, reconhecendo a importância dos professores para a sociedade.

Os pesquisadores entrevistaram mil pessoas de cada um dos 35 países para identificar como o emprego de um professor dos ensino primário e secundário era comparado a outras profissões, em termos de valor para a sociedade. Na média de todos os países, a profissão de professor ficou na sétima posição entre 14 possíveis.

O Top 5 países que mais valorizam educadores são: China, Malásia, Taiwan, Rússia e Indonésia. Na China, Malásia e Rússia, a importância do professor é comparada a médicos.

No Top 5 que menos valorizam estão Argentina, Gana, Itália, Israel e por último o Brasil, que compara professores a bibliotecários.

É também do Brasil a maior parte de entrevistados (90%) que acreditam que não há respeito entre alunos e professores. Na China, 80% disseram que há respeito com seus mestres.

Esta é a segunda edição do 'Global Teacher Status Index'. A primeira, em 2013, foi feita com 21 países, entre eles o Brasil, que já havia ficado em último lugar então — e foi uma das sete nações onde a valorização dos professores caiu no período entre as duas pesquisas.

Fonte