Sexo
Dia Mundial do Orgasmo: 5 curiosidades sobre o orgasmo.

O Dia Mundial do Orgasmo foi criado em 1999 por algumas redes de sex shops da Inglaterra de forma informal para realizar uma pesquisa com o público. A pesquisa revelou que 80% das mulheres inglesas não atingem o clímax durante o sexo.

Veja 5 curiosidades sobre o Orgasmo:

1 - Afinal, o que é 'Orgasmo'? Orgasmo é um pico de prazer e excitação que dura apenas alguns segundos seguidos de um período de relaxamento, com diminuição da sensação de prazer. O orgasmo dura no homem, em média, 10 segundos e nas mulheres 20 segundos.

2 - Os homens normalmente tês apenas um orgasmo por relação, mas existem homens que conseguem ter orgasmo multiplos com mais facilidade. Técnicas de sexo tântrico ajudam na obtenção de orgasmos multiplos.

3 - Existem poucas pessoas no mundo que não conseguem chegar ao orgasmo, essa disfunção é chamada de 'anargasmia' e pode estar relacionada a problemas psicológicos, há tratamento.

4 - Ter orgasmo faz muito bem para a saúde. Estudo feito pela Universidade de Harvard mostrou que homens que ejacularam 21 vezes por mês tiveram menor incidência de câncer de próstata. O estudo foi realizado ao longo de 18 anos com 30 mil homens de idade, entre 20 e 40 anos.

5 - O recorde mundial de orgasmos é de uma mulher, foram 222 durante o evento Masturbate-a-Thorn, em 2009, na Dinamarca. A marca foi alcançada por Deanna Webb.

Fontes: 1 e 2

Sexo
Bruna Garcia

Bruna Garcia

Segundo a terapeuta sexual Sylvia Faria Marzano, os orgasmos múltiplos são “continuações dos picos de prazer com a manutenção da excitação, sem a necessidade de intervalos entre um orgasmo e outro” - ou seja: vários orgasmos seguidos.

SOBRE ORGASMOS MÚLTIPLOS EM MULHERES - ESSAS LINDAS

Não há nenhum estudo que comprove se há predisposição biológica ou emocional e nem um guia padrão para que uma mulher possa alcançar o orgasmo múltiplo.

Para entender mais sobre o assunto, conversei com a sexóloga Walkíria Fernandes e ela foi enfática: a melhor forma de chegar a um orgasmo - seja ele múltiplo ou único, é não se preocupar com o orgasmo em si, mas focar no envolvimento durante o ato sexual.

“Se existir preocupação com o próprio desempenho sexual, a pessoa não consegue se envolver completamente na relação e acaba não alcançando o máximo da excitação. Quando a entrega e envolvimento às próprias sensações são alcançados, o orgasmo se torna possível e caso haja uma continuidade de carícias um outro orgasmo em seguida pode acontecer” - explica a especialista.

A reflexão que fica sobre o assunto é: na hora de virar os olhinhos, deixa acontecer naturalmente. ;-)

SOBRE ORGASMOS MÚLTIPLOS EM HOMENS
Infelizmente não rola. Esta é uma dádiva reservada somente às mulheres.

Um homem não pode ter vários orgasmos sem intervalos entre eles devido a um fenômeno químico chamado Período Refratário, desencadeado pela ejaculação.

De acordo com a fisioterapeuta especializada em sexualidade Débora Pádua, depois que a gente goza, o nosso cérebro é inundado de serotonina: substância química responsável pela sensação de prazer e também está ligada ao relaxamento do corpo

Essa enxurrada de serotonina manda um aviso para o corpo de que a sua missão já foi cumprida e é hora de parar. É nesse momento que a pirok perde o fôlego e não consegue continuar por motivos de: está mole.

A especialista deixa claro que este é o comportamento normal do corpo do homem, mas que há alguns casos raros de rapazes sortudos que conseguem ficar de piru duro mesmo depois de gozar.

No entanto, ainda que exista a remota possibilidade da ereção contínua, o próximo orgasmo não acontece imediatamente e depende de novos estímulos.

A ciência jamais vai conseguir me fazer desistir de tentar ter um orgasmo múltiplo. Terei prazer em continuar tentando. Literalmente. Aliás, quantos links ocultos vc encontrou no post?

Faça a sua pergunta e ajude a escolher qual deve ser a próxima respondida clicando AQUI