Geral
Daniel Uiliam

Daniel Uiliam

É a fase do sono onde temos os sonhos. O sono é dividido em duas fases: a REM (Rapid Eye Movement ou Movimento Rápido do Olho) e a NREM (Non Rapid Eye Movement ou Movimento Não Rápido dos Olhos). 

NREM: é a fase que inicia o sono e compõe 75% do tempo que dormimos. Essa fase é muito importante pois é a fase do sono profundo. É nela que acontece a liberação do hormônio do crescimento e o descanso mental.

REM: vem após a fase NREM, representa 25% do tempo que dormimos e se caracterizada por uma intensa atividade cerebral e (claro) movimentos rápidos dos olhos. É aí que a mágica dos os sonhos acontecem. Ela é importante para o nosso bem-estar físico e emocional. 

Quando a fase REM termina, voltamos à fase NREM e repetimos esse ciclo cerca de 5 vezes por noite. A cada ciclo que passa, a fase NREM fica menor e a REM, maior.

Geral
Anônimo

Anônimo

Porque seus ancestrais, os mongóis, habitavam terras muito frias, cobertas de gelo e neve. Imagine aquela imensidão branca refletindo o sol? Até você espreme os olhos. Por seleção natural, os que tinham a fenda palpebral menor (espaço entre as duas pálpebras) tinham privilégio na sobrevivência e reprodução. 

E vale lembrar 2 informações: que o globo ocular continua tão redondo quanto os não-orientais, só as pálpebras que mudam, e que isso não interfere em nada na visão. -.-

Games e Tecnologia
João Pedro Recio Silva

João Pedro Recio Silva

Por causa do sangue nos olhos.

Logo que foram lançadas as primeiras câmeras fotográficas coloridas com flash, os casos de olhos vermelhos começaram a se popularizar. Com isso, espalhou-se por aí que quem saía assim nas fotos, estava possuído por um espírito maligno ou que tinha pacto com o tinhoso. Há até casos de pessoas que procuraram rituais de exorcismo e outras técnicas espirituais para tirar o diabo do corpo. Mas logo veio a ciência (esta linda) e desmentiu tudo com uma informação esclarecedora: literalmente!

A claridade do flash revela o óbvio: todos nós temos sangue nos olhos. O olho funciona como uma espécie de câmara escura com um buraco interno - a pupila - que aumenta no escuro e diminui com a iluminação intensa. Quando recebemos um flash, a pupila não estava preparada pra isso e diminui rapidamente, de forma que o sangue dos nossos olhos aparece por um pequeno momento.

Pra solucionar esse problema, muitas máquinas fotografias estão vindo com flash duplo. O primeiro flash serve pra nossa pupila diminuir rapidamente e se acostumar com a luz e segundo é para a fotografia em si, sem sem mostrar o sangue nos olhos.

*Atualizado em 06/02/2014 com a colaboração do leitor Diogo Simões

Geral
Matheus Trajano de Gouveia

Matheus Trajano de Gouveia

Nenhum. O olho humano não funciona como as câmeras - óbvio.

O componente sensível que capta as imagens nas câmeras são os photosites; no olho humano, isso é feito por células fotossensíveis chamadas de cones e bastonetes. Além disso, a visão humana consegue interpolar imagens, ou seja, aumentar ainda mais a qualidade da imagem captada pelo olho.

Mas se fosse para fazer uma comparação, de acordo com um cálculo do fotógrafo Roger N. Clark, o olho humano seria equivalente a algo em torno de 576 megapixels.

Cada pixel é um ponto minúsculo na imagem e os pixels juntos formam a imagem completa. Uma das câmeras com melhor resolução é a Hasselblad H4D-200MS, com cerca de 200 megapixels e que custa mais de 100 mil reais.



Hasselblad H4D-200MS

Geral
Giovanni Araujo

Giovanni Araujo

Pq ao apertar os olhos vc envia pequenos impulsos elétricos para o cérebro que responde com esses pontinhos aleatórios de luz e cor. Tem gente que é capaz de identificar objetos, seres de outro planeta e até o rostos de pessoas mortas #medo. Nesses casos, a maior responsável pela identificação das imagens é a imaginação mesmo. Isso é completamente normal, acontece com a maioria das pessoas e não significa que vc tenha poderes mágicos.

Portanto, pode cancelar o pedido do seu registro profissional de bruxo, pois ele será recusado.

Trouxas... tsc tsc tsc