Geral
Anônimo

Anônimo

Primeiro, é necessário entender algumas coisas: o que é uma caloria? É uma unidade de medida. É a energia (calor) liberada pelo material quando processado (e não está sequer só em comida). Estipulou-se que 1 caloria é a a quantidade de calor necessária para elevar a temperatura de 1 grama e água em 1 grau Celsius. Ou seja, as 500 cal que seu sanduba libera dentro de vc seriam o suficiente pra fazer 500 g de água subir 1 grau centígrado.

Ótimo. Agora saiba que elas estão presentes em 4 componentes básicos: carboidratos, proteínas, gorduras e álcool. Tudo que tiver estes componentes, terá valor calórico. E nesta proporção: 1g de carboidrato = 4 cal / 1g de proteína = 4 cal / 1g de álcool = 7cal / 1g de gordura = 9 cal. Pronto! Agora até mesmo vc já está apto para sair calculando as calorias! o/

Nos laboratórios, eles colocam uma porção do alimento num equipamento chamado bomba calorimétrica, que queima o material e mede a energia liberada. Pronto, o cálculo vai direto para a embalagem e, depois, pro seu organismo, que precisa dela para funções vitais. Quando tem energia sobrando e ninguém gastando (olá, sedentários), acaba virando gordura. 

Desafio: quantas calorias existem em 3 coxinhas (cada uma com 20g de carboidrato, 10g de proteína e 10g de óleo) e um copo de 300ml de cerveja (3% de álcool)?



Instagram

Segundo estudo publicado na revista médica American Academy of Neurology, a gordura corporal excessiva, especialmente na barriga, está ligada ao cérebro de tamanho menor. Ou seja, uma barriga grande pode mostrar que a pessoa tem um cérebro pequeno, em comparação a cérebros de quem tem menos gordura na região "do meio" do corpo.

A análise dos pesquisadores Mark Hamer e G. David Batty avaliou o IMC e o índice de cintura e quadris de 9.652 pessoas com média de idade de 55 anos - e verificou que níveis mais altos de obesidade parecem estar associados a um volume menor de massa cinzenta no cérebro, mas isso não quer que uma pessoa obesa é menos inteligente!

Das mais de 9 mil pessoas avaliadas na pesquisa, 1.291 tinham IMC e índice de cintura e quadris elevados. Foram elas que apresentaram o menor volume médio de massa cinzenta: 786 centímetros cúbicos. Para efeito de comparação, as 514 pessoas analisadas que tinham o IMC baixo e apenas a proporção de cintura e quadris alta chegaram a uma média de 793 cm³. Os 3.025 avaliados saudáveis, por fim, ficaram com uma média de 798 cm³.

Um dos autores do estudo, disse que “ainda não ficou claro se anormalidades na estrutura cerebral levam à obesidade ou se é a obesidade que leva a essas mudanças no cérebro”. Até então, há uma correlação. A massa cinzenta é composta principalmente pelos corpos das células nervosas e está associada ao controle muscular, à memória, à tomada de decisões e ao autocontrole. No entanto, é a massa branca que faz correlação entre as várias regiões do cérebro. Mesmo não sendo ainda que não seja conclusivo, o novo estudo já aponta que isso tudo pode estar ligado à obesidade e à proporção de cintura e quadris.

Fonte

Geral
Na Copa do Mundo da obesidade, a campeã é a Arábia Saudita

Continuando a nossa série de posts sobre a Copa do Mundo (já se passaram 8 dos trinta dias), vamos falar de um título que não é muito saudável de se ostentar: o de campeão mundial da obesidade. Por esse critério, o campeão mundial é a Arábia Saudita. De acordo com dados da Organização Mundial de Saúde, cerca de 70% da população do país do Oriente Médio está acima do peso.Para comparação, o último colocado, Japão, tem menos de 35% de obesos.

Na cola dos sauditas, em segundo lugar, estão os mexicanos. A medalha de bronze fica com os australianos e a Inglaterra seria a última semifinalista, ficando em quarto lugar na Copa do Mundo da Obesidade. O Brasil é o 82o país com mais obesos no mundo - cerca de 53% dos brasileiros estão acima do peso. Essa taxa coloca o Brasil no 25o lugar entre as 32 seleções participantes da Copa do Mundo.

Fonte