Instagram

Um estudo da Universidade da Flórida, concluiu que casais que se conheceram on-line tiveram uma menor taxa de divórcio e relataram mais satisfação no casamento. É um bom motivo para tentar encontrar um amor na internet, né?

Outro estudo da Universidade de Stanford, diz que como as pessoas estão mais expostas na Internet, é possível encontrar alguém que você tenha maior identificação.

Atualmente, os aplicativos de namoro são a segunda forma mais comum de heterossexuais encontrarem um parceiro, enquanto isso, são a primeira escolha para os homossexuais escolherem alguém para trocar alianças.

Fonte

Fonte

Instagram

Um novo estudo, publicado no Frontiers in Human Neuroscience, um jornal online de carácter científico, mostra que as pessoas que praticam regularmente exercício físico podem reverter os sinais de envelhecimento no cérebro, e a dança é a atividade que tem o efeito mais profundo.

A dança é essencialmente uma atividade social. Ela estimula o diálogo e permite a troca de experiências, o que pode ajudar a superar a timidez e trazer autoestima. O que causa felicidade, faz com que envelheçamos com pensamentos positivos e posturas otimistas em relação a vida.

Isto pode prevenir o surgimento de doenças como a ansiedade e a depressão, que afetam diretamente na saúde física, o que pode acarretar em doenças graves, já que nosso emocional está intimamente ligado ao sistema imunológico.

Fonte

Fonte

Instagram

De acordo com o estudo, 90% dos entrevistados se consideram mais eficientes quando escutam música.

Isso pode acontecer porque música libera dopamina, um dos neurotransmissores responsáveis por prazer e motivação, o que ajuda a reduzir o estresse e auxilia na memória.

A conclusão é que não importa o gênero, se você precisa terminar uma tarefa, ouvir música pode te ajudar a terminar mais rápido.

Esse estudo foi feito pela agência WebpageFX, publicado no Linkedin.

Fonte.

Instagram

Uma pesquisa feita pela Universidade de Boston, concluiu que o ato de cozinhar para outros também pode ser uma forma de aliviar o estresse e cuidar da saúde mental.

O preparo exige toda atenção e aumenta a concentração, fazendo o foco gerar mais satisfação e mais dedicação à tarefa. Além disso, através da comida, podem comunicar algo que com palavras pode ser mais difícil de articular. Afinal, oferecer algo feito por você, demonstra carinho e dedicação.

Por conta disso, a culinária artística é considerada uma terapia que está sendo cada vez mais difundido, pois é uma forma super saudável de manter a mente ocupada com algo verdadeiramente positivo.

Fonte

Instagram

Um estudo acompanhou a vida de 723 pessoas ao longo de 26 anos e concluíram que os homens que não dividiam os afazeres domésticos, sofriam mais problemas psicológicos, como ansiedade, nervosismo e problemas de concentração. Já aqueles ajudavam se mostraram mais tranquilos e felizes.

Segundo a pesquisa, as parceiras ou parceiros de quem não ajuda também se dão mal com esse desequilíbrio na divisão das tarefas, pois o excesso de trabalho doméstico pode deixá-los mais vulneráveis às doenças.

Que tal começar a dividir as tarefas? É pela felicidade de vocês. E pela saúde dos seus amados.

O estudo foi feito da Universidade Umeå, na Suécia e publicado na PLOS One.

Fonte

Instagram

Uma pesquisa acompanhou 267 homens, na faixa dos 30 anos e mostrou que os homens que passavam mais tempo com seus amigos na infância têm menor índice de massa corporal e pressão mais baixa.

Estudos anteriores mostram que uma boa convivência em sociedade faz bem para a saúde, mas esse é o primeiro que mostrou os impactos da infância na saúde da vida adulta.

O estudo foi publicado no periódico Psychological Science.

Fonte