Geral
Caio Henrique

Caio Henrique

Sim. O universo e os astros estão e sempre estiveram em constante movimento. Cientistas acreditam que a cada ano a Lua fica 4cm mais longe de nós. E não é só a Lua que está mudando, a Terra também. Seu movimento de rotação está diminuindo, o que deixa os dias cada vez mais longos.

Considerando toda a história do nosso planeta, o homem só existe aqui em uma espaço mínimo de tempo, então essas mudanças nunca foram muito perceptíveis. Mas cientistas afirmam que em alguns bilhões de anos, o dia na Terra poderá durar 720 horas - equivalente a um mês atualmente. #tenso

Algumas curiosidades sobre o assunto:
- Estima-se que existam cerca de 200 luas no sistema solar.
- Júpiter é o planeta conhecido com mais luas. Há 64 delas ao redor de si. 
- Um dia na nossa lua equivale a cerca de 27 dias na terra.
- A lua está a aproximadamente 385 mil km de nós.

Se você souber alguma curiosidade MUITO interessante sobre as luas, escreva-a aqui embaixo, nos comentários. ;-) Só não vale falar que a lua já traiu a Joelma.

Geral
Luiz Felipe

Luiz Felipe

Oficialmente sim, mas há controvérsias.

No dia 16 de julho de 1969 a missão Apollo 11, da NASA, tripulada pelos astronautas Neil Armstrong, Buzz Aldrin e Michael Collins, partiu da Flórida, nos EUA para a Lua. Centenas de milhares de pessoas assistiram ao lançamento pelas estradas e campos ao redor do Centro Espacial Kennedy. Foi a quinta missão espacial tripulada do Programa Apollo e de acordo com a NASA, a primeira a pousar na Lua. Após quatro dias de expedição, sob o olhar de milhões de telespectadores em todo o mundo, o módulo lunar teria tocado a superfície da Lua. Em 20 de julho de 1969 Neil Armstrong desembarcou no satélite e disse: "Este é um pequeno passo para um homem, mas um grande salto para a humanidade". 

Depois de passar duas horas dando saltinhos pela Lua, Aldrin e Armstrong voltaram para o módulo de comando (de onde Michael não saiu) e enfrentaram mais 4 dias de viagem à Terra. Estava cumprida a promessa do então presidente dos Estados Unidos, John Kennedy, que anos antes garantiu que EUA mandariam uma missão tripulada com segurança à Lua antes do final da década. 

Mas ainda que a NASA apresente provas de que é tudo verdade, há versões plausíveis que mostram o contrário. 

5 indícios que provariam a ida do homem à Lua:

1 - Os mais de 500 mil funcionários que já trabalharam na NASA são livres para falar
Não seria fácil manter um segredo desses entre tanta gente. Se realmente fosse uma farsa, algum funcionário já teria dado com a língua nos dentes, já que os aposentados da NASA não são mais obrigados a manter segredos de missões. 


2- Os astronautas trouxeram amostras de pedras lunares

Os 380 kg de pedras lunares trazidas pelos astronautas do Projeto Apollo foram estudadas por cientistas do mundo inteiro, inclusive pelos russos. Estudiosos mais céticos alegam que tenham sido trazidas em missões secretas não tripuladas.


3- Espelhos
Em algumas das missões foram deixados vários espelhos em lugares estratégicos da Lua com objetivo de medir com precisão milimétrica a distância entre a Terra e a Lua utilizando lasers. Estes espelhos são utilizados até hoje e é graças a eles a descoberta de que a Lua está se afastando da Terra 4 cm por ano.


4- No espaço não há privacidade
Qualquer um pode monitorar e rastrear as conversas por rádio no espaço, e pode apostar que os russos estavam fazendo isso. Há quem diga que os americanos enviaram naves não tripuladas para simular as conversas pré-gravadas na Terra, mas não há provas disso. 


5- Existem fotos de satélite dos equipamento deixados na Lua pelos astronautas
Em 2009, a NASA lançou a sonda Lunar Reconnaissance Orbiter, que orbitou a Lua e capturou imagens dos sítios de pouso das missões Apollo, onde foram identificados o modulo lunar e outros equipamentos deixados na Lua. Entre os equipamentos está uma câmera que foi deixada por Eugene Cernan, 11º astronauta a pisar em solo lunar, na última missão Apollo. Esta câmera estaria registrando a radiação cósmica e a esperança é de que um dia alguém a traga de volta para a Terra.


5 indícios que provariam que tudo é uma farsa:

1- Sombras em várias direções
Um dos maiores indícios de fraude são algumas fotos que têm sombras que apontam para vários lados diferentes. Como a única fonte de luz na Lua é o Sol, as sombras deviam ser paralelas.


2) A foto da Terra pode ser uma montagem
De acordo com o livro Conspirações: Tudo o que Não Querem que Você Saibado jornalista Edson Aran, as fotos da Terra tiradas entre as missões Apollo são possíveis montagens, provavelmente feitas por pessoas diferentes, devido à diferença do tamanho da Terra entre as fotos que têm as mesmas proporções de distância.


3- Não há marcas no solo abaixo do Modulo Lunar
Por que o pouso de uma estrutura tão grande não gerou nenhum dano ao solo lunar? A aterrissagem deveria criar uma pequena cratera em volta dos pés e do propulsor do modulo, mas nada disso é visto nas fotos.

Somente na 6° expedição o solo lunar aparece com o pé do modulo afundado.


4) Bandeira tremulando.

Como não há vento na Lua, um dos maiores motivos que levam as pessoas a duvidarem da ida do homem à Lua são as fotos da bandeira americana tremulando como se estivesse ao vento. A NASA explicou que a sensação de que a bandeira está ao vento foi causada por uma pequena haste que foi colocada para manter a bandeira visível por completo.


5- Onde estão as gravações originais?
Devido à pouca tecnologia da TV na época, a NASA diminuiu propositalmente a qualidade das imagens para que pudessem ser transmitidas ao vivo. Chegando na Terra, as imagens foram mostradas em um monitor preto-e-branco que era filmado por outra câmera, perdendo ainda mais qualidade ao serem transmitidas para as redes de televisão do mundo. Em 2006, a Agência Espacial norte-americana afirmou ter perdido os vídeos originais do primeiro pouso na Lua. Em 2009 foi declarado que a NASA gravou intencionalmente outras imagens e dados de satélites em cima das fitas originais que continham o fato histórico mais importante da agência em todos os tempos. O motivo seria economia de dinheiro.

Verdade ou conspiração? A resposta a esta pergunta divide opiniões de astrônomos no mundo todo. O que você acha? Use o campo dos comentários para questionar e dar a sua visão dos fatos. 

Colaborou Sidney Alves
Neste site não há easter eggs, mas se vc encontrar o vídeo oculto, não conte a ninguém, apenas cante um trecho da música nos comentários. Se encontrar outras teorias da conspiração, só diga se acredita ou não.

Geral
Matheus Nazario Pedroso

Matheus Nazario Pedroso

Simplesmente porque os raios do Sol ainda a iluminam. Ao contrário do que muitos pensam, a Lua não está sempre do lado oposto do sol, protegida pela Terra. Vejam o eclipse, por exemplo, que é exatamente quando ambos se encontram. A propósito, é mais comum vê-la de dia quando está nas fases minguante (fica visível de manhã) e crescente (fica visível de tarde).

Geral
Anônimo

Anônimo

Nas várias missões ao lado escuro da Lua foram descobertas várias coisas e a principal delas é que a Lua não tem um lado escuro. Na imagem: foto da 1ª missão ao "lado escuro" da Lua, feita pela sonda soviética Luna, em 7 de outubro de 1959.

Este mito sobre o lado escuro da Lua surgiu porque há um lado da lua que nunca é visível da Terra. Então ela tem, na verdade, um lado oculto para quem olha da Terra.

Na verdade este “lado escuro” recebe mais luz do sol do que o resto da Lua, pois esta parte nunca sofre eclipses (onde, como sabemos, a sombra da Terra encobre a Lua).

Já no lado visível do nosso satélite natural, a maior parte da iluminação é luz refletida da Terra.

Mas não há nada demais lá, além de uma variação de terrenos. Enquanto a parte que fica virada pra Terra é mais “lisa” e cheia de planícies, o lado oculto é mais esburacado e cheio de crateras, que são causadas pelo impacto de asteroides.

Mas interessante, por que este lado nunca é visível da Terra?

Porque ao longo dos bilhões de anos, a interação gravitacional entre o nosso planeta e o nosso satélite natural, forçou uma sincronização entre rotação e translação da Lua.

A Lua leva exatos 27 dias, 7 horas, 43 minutos e 11 segundos tanto para girar inteiramente sobre o seu eixo (rotação), quanto para dar uma volta em torno da Terra (translação).

Para entender melhor, vamos propor um exercício prático: Fique de frente para um objeto e tente dar uma volta completa em torno dele na mesma velocidade em que gira em torno de si próprio. Se as velocidades estiverem corretas, você nunca dará as costas para o objeto.

Não há nada de mais em um dos links ocultos do post. O outro pode ser mais interessante.