Instagram

Um estudo acompanhou a vida de 723 pessoas ao longo de 26 anos e concluíram que os homens que não dividiam os afazeres domésticos, sofriam mais problemas psicológicos, como ansiedade, nervosismo e problemas de concentração. Já aqueles ajudavam se mostraram mais tranquilos e felizes.

Segundo a pesquisa, as parceiras ou parceiros de quem não ajuda também se dão mal com esse desequilíbrio na divisão das tarefas, pois o excesso de trabalho doméstico pode deixá-los mais vulneráveis às doenças.

Que tal começar a dividir as tarefas? É pela felicidade de vocês. E pela saúde dos seus amados.

O estudo foi feito da Universidade Umeå, na Suécia e publicado na PLOS One.

Fonte

Geral
Seleção japonesa lava vestiário e deixa bilhete em russo: 'Obrigado'

Nas Copas do Mundo de 2014 e 2018, torcedores japoneses causaram boa impressão no mundo todo ao recolher o lixo das arquibancadas. Mas o bom exemplo de civilidade não ficou restrito ao âmbito extra campo. Eliminados pela Bélgica nas oitavas de final da Copa da Rússia por 3 x 2 após estarem vencendo por 2 x 0, os jogadores do Japão não deixaram boa figura apenas no gramado.

Os jogadores limparam o vestiário após a partida e deixaram uma mensagem de ‘obrigado’. O exemplo dos torcedores e jogadores japoneses contagiou outras torcidas presentes ao Mundial da Rússia. Senegaleses e brasileiros repetiram o ato dos nipônicos e limparam as arquibancadas após os jogos de suas equipes. Tomara que esse seja um hábito que venha para ficar e se repita em outras Copas.

Fonte