Literatura
Anônimo

Anônimo

Pq o cérebro entende que vc está tendo uma vertigem. Dentro do ouvido há um complexo e minúsculo sistema chamado de labirinto. É ele o responsável pelo nosso equilíbrio (por isso "labirintite" é o nome da desordem que deixa todo mundo meio tonto). O labirinto usa um líquido chamado endolinfa para saber se estamos parado, em movimento, de ponta cabeça, etc. Daí ele manda as informações para o cérebro. Algumas vezes a tontura acontece pq o cérebro recebe uma informação do labirinto e e outra diferente dos olhos. Por exemplo, quando rodamos várias vezes e dps paramos: os olhos informam que estamos parados e a endolinfa, que ainda estamos em movimento. Daí vem a tontura, que é um estímulo natural que nos obriga a manter o equilíbrio.

Quando vc está num carro, o labirinto já sabe do movimento. E tudo certo, pq os olhos tb registram e confirmam a informação. Mas aí vc inventa de fixar a visão nas páginas de um livro e está feita a confusão no cérebro, o que resulta em vertigem e tontura.

Mal à vista não faz, mas enjoa. O que pode ser feito é tampar a janela, poupando os olhos de qualquer outra referência que indique que vc está em movimento, reforçando a falsa informação de que vc está parado. Os mais sensíveis ainda sofrerão tontura, mas que ajuda, ajuda.
Se vc encontrou esta mensagem, não conte a ninguém, apenas diga nos comentários qual foi o último livro que vc leu.

Geral
Tecnologia cria novas possibilidades literárias

12 de outubro é o Dia Nacional da Leitura, instituído em 2009. Para comemorar a data e falar um pouco sobre o tema, o @interessante conversou com alguns escritores para saber sobre o que eles escrevem, como eles começaram a escrever e o que é ser escritor para eles.

O @geraldodefraga é escritor do gênero horror e fantasia e começou a escrever em 2000. O primeiro livro foi lançado em 2009, e o segundo será lançado em 2018, financiado por uma vaquinha online.

Para ele, “ser escritor é contar histórias interessantes aproveitando o potencial não explorado da mitologia brasileira, sobretudo do Nordeste do País, e tentar provar sempre que a literatura fantástica do Brasil tem futuro”.

Já para o @valeriogsbr, “um escritor é a pessoa capaz de transmitir em palavras realidades e sentimentos. Ele comenta que o trabalho de escrever exige muito esforço: “Nem tudo num escriba, vem por inspiração mas sim, transpiração!”.

A forma é algo fundamental na escrita: o @valkeanu escreve haikais, micropoesias e microcontos aqui no Twitter. Isso começou após um tweet do Hugh Laurie (o Dr House), dizendo que nunca tinha lido um haikai no Twitter.

De acordo com ele, ser escritor é “a possibilidade de contribuir de com o mundo de alguma forma. Transformar minhas tristezas em algo belo, que leve sorriso, reflexão ou qualquer sentimento positivo já me faz sentir que tenho feito um pouco de bem para o mundo”.

“Comecei a escrever fanfictions porque em todos os livros que li, dos seis anos, quando consegui ler sozinha "As Aventuras de Alice no País das Maravilhas", até os 21, nunca havia encontrado histórias em que a protagonista fosse alguém como eu, lésbica”, conta a @brullf.

Segundo ela, a falta de representatividade literária (ainda mais na literatura fantástica) incomodava. A primeira fanfic dela foi inspirada na série Xena, a Princesa Guerreira. “Ser escritora é me encontrar, é encontrar outras pessoas sub-representadas ou apagadas na literatura”.

O @joaopadilhaaa diz que escrever é traduzir sentimentos e sensações que as pessoas nem sempre sabem expressar. É ler o óbvio mas ainda assim, sentir o que de fato foi dito em determinada sentença. Ele escreve sobre relações amorosas.

“Aos 23 anos, decidi que era hora de arriscar e publicar as coisas que sempre escrevi. Dei início ao blog “Quero Ser Escritor” e tive a felicidade de perceber que a escrita não somente era meu destino, como também meu caminho”.

Por fim, o @delsices, que escreve sobre ficção científica, diz que ser escritor “é conseguir criar pequenas pontes entre o nosso mundo e a ficção a partir da relação escritor-leitor. É uma forma de exteriorizar angústias e compartilhá-las”.

Na ficção científica, visualizo possibilidades de futuro, não a que vivemos, ou aquilo que a gente pensa que será daqui alguns anos. Mas como tínhamos idealizado o futuro ali pelo final da década de 90: carros voadores, a tecnologia quase obsoleta para nós sendo algo inovador”.

“Assim cria-se um link nostálgico e, ao mesmo tempo, melancólico para temas como o cyberpunk, que gosto bastante de abordar, sempre com uma reflexão sobre o quão podemos nos tornar artificiais ao longo em que a tecnologia nos consome”, explica ele.

Geral

O LivroBala vem resolver um problema que aposto que muitos de vocês têm, assim como nós.

Já se viu com uma lista gigante de livros que gostaria de ler, mas sem tempo para ler todos? Ou já esteve interessado em comprar um livro, mas gostaria de saber se era bom mesmo antes gastar seu dinheiro e tempo lendo mais de 200 páginas? Ou já esteve em uma baita fila do banco querendo aprender coisas relevantes, mas já tinha lido todos os últimos cards do Muito Interessante?

Leia um livro em 15 minutos

Imaginei que sim. O LivroBala é um serviço que oferece resumos dos maiores bestsellers de não ficção para você ler em 15 minutos. Os resumos são feitos por profissionais que utilizam um método cientificamente comprovado de ser a maneira mais efetiva de se estruturar o conhecimento, que facilita o aprendizado e a memorização das ideias principais dos livros.

Tudo foi pensado para ser lido facilmente no seu smartphone ou tablet para você ter maior comodidade e poder aprender coisas novas em qualquer lugar que esteja.

Tem gente que acredita que ler um resumo é trapacear e não tem como capturar o valor real do livro, saiba que os criadores não possuem o objetivo de substituir a leitura completa do livro, na verdade pelo contrário. Eles acreditam que ler o resumo irá ajudar as pessoas a conhecerem melhor a mensagem central e decidirem se aprofundar na obra completa.

Além disso, uma vez que muitas pessoas hoje no Brasil não estão lendo nada, os resumos são uma maneira prática de introduzi-los suavemente no universo da leitura e incentivá-los a ler cada vez mais.

Para quem se aplica

Seja você alguém procurando emprego e quer chutar bundas nas entrevistas, um empreendedor começando seu novo negócio e quer aprender novas técnicas de gestão e vendas, ou mesmo um curioso que gosta de aprender assuntos diversos e ser sempre o mais esperto da mesa no recreio; tenho certeza que encontrará muitos livros interessantes para você.

O serviço

O LivroBala funciona em um modelo de assinatura onde você pode ler quantos livros quiser diretamente da internet, como se fosse um Netflix dos resumos. O serviço acaba de ser lançado e atualmente conta com cerca de 60 títulos que vão desde clássicos como Pai Rico, Pai Pobre até os mais recentes como Criatividade S.A. e biografias como Steve Jobs. Tem também livros que te ajudam a criar hábitos saudáveis, influenciar pessoas, pensar como um milionário, ser um general de guerra e até mesmo escapar de vigaristas.

O catálogo não para de crescer com novos resumos sendo adicionados toda semana. Todos os resumos são em português, inclusive de livros que ainda não foram lançados oficialmente no Brasil.

Para trazer ainda mais praticidade, em breve os resumos estarão disponíveis também em áudio para você ficar mais esperto enquanto estiver dirigindo, cozinhando ou correndo.

Presente para interessantíssimos e interessantíssimas

O serviço custa R$ 14,90 por mês, mas você leitor do Muito Interessante paga apenas 15 centavos no primeiro mês para ler quantos livros conseguir, basta usar o código MTOINTERESSANTE no momento de concretizar sua assinatura. Se você é como nós, sedento por conhecimento e nunca quer parar de aprender, confira essa dica.


Tem alguma sugestão de livro (ou vários livros) que quer ler, mas está sem tempo e gostaria que o pessoal do LivroBala resumisse? Conta pra gente nos comentários!