Geral
Hikari Hitachiin

Hikari Hitachiin

Tesoura: do latim tonsorius ("tosquiar", "podar", "raspar"), tem suas origens lá no Antigo Egito, por volta de 1500 a.C.. Mas o formato que conhecemos hoje foi desenvolvido já durante o Império Romano, por volta do ano 100. Mas eram feitas de ferro ou bronze, artesanais, super onamentadas, mais pra profissionais mesmo. A popularização se deu pela versão em aço desenvolvida pelo inglês Robert Hinchliffe em 1751.

Durex: em 1925, era moda os carros terem uma faixa colorida. Para fazer isso, dava bastante trabalho para isolarem a faixa com jornal e gesso para aplicarem a tinta de outra cor no restante do carro. Ai, um assistente de laboratório da empresa 3M chamado Richard G. Drew apareceu nas oficinas com uma invenção dele: duas faixar de papel com as bordas embebidas numa cola especial. Não deu muito certo porque a tinta ainda entrava onde não tinha cola. Ele passou cola na faixa toda. Seu chefe, o escocês William McKnight, adorou a idéia e lançou com o nome de Fita Scotch ("fita escocesa" em inglês). Era mais parecida com a crepe, a de plástico transparente mesmo veio depois de 5 anos, também chamada scotch. E ainda hoje é conhecida com esse nome por lá. Aqui no Brasil ficou "durex" pelo mesmo motivo - é o nome da empresa que primeiro lançou a fita, em 1946.

Geral
Anônimo

Anônimo

Este slogan surgiu em decorrência da Segunda Guerra Mundial. Em 1939, prevendo a desmoralização do povo diante do início de mais uma guerra, o governo da Grã-Bretanha criou uma campanha com 3 pôsteres, cada um com um slogan direto, forte e motivacional. São eles:

Your courage, your cheerfulness, your resolution will bring us victory ("Sua coragem, sua alegria, sua determinação nos trarão vitória")

Freedom is in peril, defend it with all your might ("A liberdade está em perigo, defenda-a com toda sua força")

Keep calm and carry on ("Tenha calma e siga em frente")

Apesar do popular hoje ser o "Keep Calm", o cartaz "Your Courage" foi o mais famoso durante a Guerra. E sim, o layout foi mantido.

Geral
Flávio Fernandes

Flávio Fernandes

Há teorias. Antes delas, é preciso explicar que, já no século V antes de Cristo, os filósofos gregos estabaleceram que o coração era relacionado à emoção (por ser quente e sempre em movimento) e o cérebro à razão (por ser frio e imóvel). Dito isso, vamos às teorias:

1ª) Se originou de uma pintura rupestre, onde uma forma semelhante indicava o coração de um mamute.

2ª) Em tempos remotos, o cisne simbolizava o amor, pois são fiéis aos seus pares e, quando um morre, o outro em pouco tempo também padece. Quando o casal de cisne se encontra, os pescoços formam esse símbolo.

3ª) Na antiguidade, a hera simbolizava imortalidade e poder. Sua folha teria inspirado o formato atual do símbolo do coração.

4ª) O filósofo Plutarco defende que, como no antigo Egito o pêssego era  considerado o fruto dos deuses, a símbolo deriva dele. 

5ª) Há ainda os que defendem que o símbolo surgiu da seguinte relação: coração > amor > sexo > desejo > .... bumbum. 


A teoria mais aceita pelos historiadores é a da folha de hera. Mas as outras continuam, no mínimo, curiosas. S2

Geral
Ian Pablo

Ian Pablo

Segundo o site da Casa da Moeda do Brasil, quem inventou foi Táriq-ibn-Ziyád, um general árabe que, em 711, invadiu e dominou a região que hoje estão Espanha e Portugal.

Para alcançar a Europa, Táriq percorreu um caminho bem complicado: saiu da Arábia, atravessou o Egito, os desertos do Saara e da Líbia, a Tunísia, a Argélia e o Marrocos. Daí chegou onde? No Estreito de Gibraltar. O que ele fez? Atravessou o Estreito, chegou na Europa e dominou tudo. Pra comemorar a façanha, ele mandou gravar nas moedas o símbolo da sua expedição. O caminho tortuoso foi representado pela forma de um "S". Já o Estreito de Gibraltar, também conhecido como "Colunas de Hércules", foi representado pelas duas linhas verticais e paralelas que cortam o cifrão tradicional.


O easter egg deste post está tão bem escondido que é melhor vc nem perder tempo procurando.

Geral
Anônimo

Anônimo

Pq eles já sabiam que horas eram. As horas já existiam muito antes dos relógios. O sistema de horas, como conhecemos hoje, foi inventado pelos babilônios por volta de 5000 a.C.. Eles notaram que, em determinado ponto do dia, o sol ficava a pino de forma que os objetos não projetavam sombras para os lados. Esse momento foi instituído como "meio-dia". A partir dele, ainda baseados na projeção da sombra, estipularam as 6 horas anteriores como manhã e 6 horas posteriores como tarde. Escolheram assim porque seu sistema matemático se baseava no 60. Estava inventado o relógio de sol.

As horas da noite já eram contadas por um sistema de vazão de água.