Geral
Influenciadoras digitais brasileiras têm até 25% de seguidores falsos

Estudo realizado pelo Núcleo de Inovação em Mídia Digital (NiMD) da Faculdade Armando Álvares Penteado (FAAP) mostra que as influenciadoras digitais brasileiras de moda e beleza tem até 25% de seguidores falsos no Instagram. Com auxílio da ferramenta HypeAuditor, foram coletados dados de 25 perfis durante o mês de junho de 2018. Os perfis foram divididos em cinco grupos, com cinco influenciadoras em cada, todas escolhidas aleatoriamente - as identidades dessas influenciadoras foram preservadas. Continue lendo...

Interessantech
Anônimo

Anônimo

Sim, mas é muito lenta. Não por falta de tecnologia, mas pela velocidade em que a Estação Espacial Internacional orbita a Terra - 27.000 Km/h. Os astronautas recebem uma banda de aproximadamente 5 Gbps via satélite, mas a o que chega lá é algo que geralmente varia entre 56 Kbps e 256 Kbps (lembra da internet discada?). Alguns astronautas tem até contas oficiais no twitter e outras redes, onde eles mostram um pouco de como é viver no espaço. O mais famoso é o astronauta canadense Chris Hadfield, primeiro a fazer esse tipo de divulgação. Veja este videoclipe MUITO legal que ele fez com imagens diretamente do espaço:

Vale lembrar que diferente dos astronautas da Estação Espacial Internacional, cerca de 5 bilhões de pessoas na Terra ainda não tem acesso à internet. ;-|

Se vc encontrou a imagem oculta não conte a ninguém, mas responda: com esse bigodinho, o Chris não tá a cara desse cantor?

Colaborou Sidney Alves

Interessantech
Anônimo

Anônimo

Claro que sim! E com esta resposta você deve estar se perguntando: "Mas como é que eles lêem? Eles imprimem páginas dos sites em uma impressora de braille?" Não, nada a ver. Eles usam programas especiais para leitura do que está escrito na tela do computador, do celular ou do tablet. Existem dezenas de softwares que executam esta função, mas os mais conhecidos são o Jaws, NVDA e Virtual Vision. 

Os aparelhos mais preparados para essa acessibilidade são os da Apple, pois tanto os computadores quanto os dispositivos mobile já possuem um sistema próprio de acessibilidade que vão do voice over à movimentos e funções exclusivas para facilitar o acesso. A Apple disponibiliza também uma lista de aplicativos feitos por terceiros para suas plataformas que podem melhorar a experiência quem é cego ou tem outras deficiências.

O jovem Lucas Radaelli, que é cego e estudante de Ciências da Computação, fez uma série de vídeos muito interessantes sobre o assunto. Veja: 

Um cego usando um computador:

Um cego usando
 tablet com touchscreen:

Conheça o blog do Lucas, siga-o no twitter e ouça a participação (MUITO LEGAL) dele no Nerdcast.

Geral
Uber só tem quatro motoristas 5 estrelas no mundo - um deles é brasileiro

Ele esperava ser o melhor motorista do Uber na cidade mineira de Uberlândia. Mas Erick Leandro Teixeira, 41, foi bem mais longe que isso: é o único motorista de toda a América Latina com pontuação máxima dentro do aplicativo. Em todo o mundo, apenas quatro motoristas alcançaram essa nota. Para a Uber, são considerados motoristas cinco estrelas apenas quem mantém essa média de avaliação por mais de 1.000 viagens. Os outros três motoristas dirigem nos Estados Unidos, sendo que um deles dirige um Mercedes.

Natural da cidade mineira de pouco mais de 604 mil habitantes, Erick divide-se entre dois empregos: o primeiro turno começa às 11h40 como vendedor de autopeças e só termina à meia-noite, quando faz a última corrida do dia. De segunda a quinta-feira, ele começa a dirigir a partir das 18h. De sexta-feira para sábado, ele trabalha até as 2h da madrugada. No domingo, ele pega no volante às 14h e encerra somente às 21h. Com esse esforço, o motorista afirma faturar R$ 800 por semana.

O mineiro começou a trabalhar na Uber em março de 2017 para complementar a renda. Hoje, ele diz dirigir por prazer e não larga o emprego de vendedor por achar que “não se mexe em time que está ganhando”. Erick conseguiu a pontuação máxima no aplicativo após 10 meses. “Sempre prezei pela boa experiência do passageiro. Para ser motorista da Uber não basta dirigir, você precisa ter cordialidade e prestar um bom serviço”, diz Teixeira.“ Dentro do Ônix que dirige, Teixeira também disponibiliza aos passageiros um carregador de celular e internet.

Desde o ano passado, Teixeira já completou 3.781 viagens. Ele conta que ainda não terminou de pagar o carro que dirige, mas que consegue custear todos os gastos do veículo dirigindo para a Uber. “Gosto de trabalhar, estou sempre conhecendo pessoas, aprendendo com opiniões diferentes. É enriquecedor”, conta. “Às vezes passamos mais de 30 minutos com o passageiro, escuto histórias pessoais, felizes e tristes. Dependendo da forma que o passageiro entra no veículo, você sabe se ele quer se comunicar ou não”.

A Uber lançou em abril um jogo para ajudar os motoristas do aplicativo a melhorar a pontuação na plataforma. O Desafio Cinco Estrelas é ambientado na cidade de Uberlândia, em Minas Gerais, onde mora Teixeira, motorista com a pontuação máxima do aplicativo. O jogo interativo tem como foco os motoristas novatos e é dividido em três módulos para que os condutores aprendam a lidar com as situações mais comuns do dia a dia, e dessa forma reduzir o stress e ansiedade das primeiras viagens.

Fonte