Geral

Quem sofre de hipersonia precisa dormir de 12 a 15 horas e em casos mais extremos, até 18 horas diárias.


Imagem: unveiledweb.com

Os hipersones se dividem em dois grupos:

1- Os que, mesmo tendo dormido 8h ou mais durante a noite, precisam dormir várias vezes por dia. Em geral aproveitam as mais inusitadas oportunidades, como quando vão ao banheiro, intervalo da aula, aula, transporte público etc.

2- Os que dormem muitas horas seguidas durante a noite e não conseguem acordar.

Em ambos os casos, mesmo dormindo muito além do normal, o indivíduo continua sonolento.

De acordo com o pesquisador Poul Jennum, professor de neurofisiologia da Universidade de Copenhagen, a hipersonia é, na maioria das vezes, um sintoma de distúrbios do sono, como narcolepsia, apneia do sono, síndrome das pernas inquietas, ronco violento e/ou dificuldades respiratórias relacionadas com a obesidade.

Estima-se que 1 a cada 800 pessoas sofra de hipersonia no mundo e é mais comum entre jovens de 15 a 25 anos.