Geral
Anônimo

Anônimo

Não é impossível, no entanto é extremamente improvável por alguns motivos. O principal é que a medida que você envelhece, acontece uma espécie de rearranjo genômico, que depende de uma série de fatores . De acordo com uma pesquisa do geneticista Carl Bruder, da University of Alabama, na maioria das vezes o DNA de um gêmeo, ainda que "idêntico", é diferente do outro em vários pontos do genoma. Ou seja, a possibilidade de os dois casais de gêmeos não passarem por nenhum rearranjo genômico e ter todos os genes iguais sem repetição são mínimas. Ainda que não seja impossível, não há relatos de nenhum caso do gênero. 

Geral
Gustavo de Oliveira

Gustavo de Oliveira

Ficamos dividos quanto à sua real dúvida, então respondemos ambas as alternativas que entendemos:

Maior número de parto de gêmeos pela mesma mulher: 16 pares de gêmeos, 7 trigêmeos e 4 quadrigêmeos, totalizando 27 partos e 69 filhos. De acordo com o Guinness Book, isso aconteceu na Rússia, de 1725 a 1765, ela era esposa de um fazendeiro chamado Feodor Vassilyev, mas ninguém sabe seu nome. #chatiada.

Maior número de bebês numa mesma gestação: este recorde é da estadunidense Nadya Denise Doud-Suleman Gutierrez. Ela esperava só 7 rebentos, quando se surpreendeu com um oitavo. Oh! Todos na mesma gestação (estimulada por fertilização in vitro). Ela deu à luz a seis meninos e duas meninas, todos vivos, em janeiro de 2009, quando estava solteira e desempregada, ficando conhecida como "octamãe". E olha que ela já tinha filhos! Seis. Sim, hoje Nadya tem 14 filhos.

Nadya Gutierrez durante a gestação.

Geral
Anônimo

Anônimo

Porque eles foram fecundados em óvulos diferentes dentro do útero.

Na verdade a taxa desse acontecimento é em maior frequência, 2/3 dos gêmeos não são idênticos. Quando o espermatozoide fecunda o mesmo óvulo e em seguida este óvulo é dividido originando duas gestações, a informação genética se divide, logo, nascem gêmeos do mesmo sexo e idênticos. Em outra situação, a mulher libera dois óvulos para a fecundação, e são fecundados por dois diferentes espermatozoides. Neste segundo caso, nascem os gêmeos não idênticos, que podem ser do mesmo sexo ou não, com semelhanças físicas ou não.

Quando são idênticos, chamamos de Univitelinos, pois foram fecundados com o mesmo óvulo. Quando nascidos de dois óvulos diferentes, chamamos de gêmeos bivitelinos.