Geral
Anônimo

Anônimo

Por conta da evolução, essa linda.

Não só barba, mas índios brasileiros mal têm pelos no corpo. Os ancestrais deles eram como todos os ancestrais: peludos. Todavia, os índios brasileiros viviam em regiões muito quentes, com florestas densas e úmidas. Logo, quem tinha mais pelos acumulava mais umidadee ficava suscetível a desenvolver mais doenças. Além do que, os lisinhos ainda nadavam e corriam melhor, se dando bem na caça. Logo, os com menos pelos se tornavam os mais fortes, mais saudáveis, tinham uma vida mais longa, atraiam mais fêmeas e perpetuaram seus genes pelados.

Geral
Matheus Trajano de Gouveia

Matheus Trajano de Gouveia

Nem de perto. Ao contrário do que os chefes e os professores costumam argumentar, o Brasil é um dos países que têm menor número de feriados. Dos 52 países listados, 43 ficam acima de nós.  Segue a lista dos nossos feriados nacionais oficiais:

1º de janeiro (Confraternização Universal)

29 de março (Paixão de Cristo)

21 de abril (Tiradentes)

1º de maio (Dia Mundial do Trabalho)

7 de setembro (Independência do Brasil)

12 de outubro (Nossa Senhora Aparecida)

2 de novembro (Finados)

15 de novembro (Proclamação da República)

25 de dezembro (Natal)

Desconsiderando os pontos facultativos (Carnaval é facultativo), emendas, feriados dominicais e regionais, esta é a lista:

#partiuChina

fonte

Geral
Anônimo

Anônimo

Por mês a presidente recebe quase R$ 31 mil, já os deputados, recebem mais de R$ 33 mil. Isso sem falar nos auxílios...

A crise que afeta todo o país parece que não funciona com nossos parlamentares! No final do ano passado eles aprovaram um aumento que, calculando apenas o salário de senadores e deputados, será um acréscimo de mais de R$ 93 milhões na folha anual. Falar em salário é falar apenas de uma parte dos pagamentos de um deputado federal. Além do pagamento mensal, os deputados possuem auxílio moradia, verba para gabinete e até uma ajuda de custo, no total um deputado federal custará mensalmente R$ 1.792.164,24 aos cofres públicos.


Os ministros do STF receberão os mesmos R$ 33,7 mil dos deputados, mais do que a presidente, o vice e o governador de São Paulo, que recebe R$ 21.631,05 em 2015 ou então de Sartori, governador do Rio Grande do Sul que receberá este ano R$ 25.322,00, um aumento de 46% do salário anterior. Já os Ministros do novo governo Dilma recebem agora R$ 30,9 mil.

Enquanto isso, vamos sobrevivendo com nosso salário mínimo, que atingiu a incrível marca de R$ 788 reais.

Geral
Guilherme Lourenço

Guilherme Lourenço

Hoje a expressão significa que a pessoa não deve ficar ansiosa para obter alguma resposta, que deve se acalmar, não ter expectativas. A origem está lá no século XIX, quando cavalos eram o meio de transporte mais comum. Daí que, quando se chegava na casa de alguém, se amarrava o cavalo à frente da casa. Mas, se o assunto se prolongava ou acontecia algum imprevisto (que fazia com que o visitante perdesse as expectativas de ir embora cedo), já avisavam para guardar o cavalo, caso chovesse. "Melhor tirar o cavalo da chuva" - e virou expressão.

Geral
Amanda Mancio

Amanda Mancio

É o nome popular do polêmico Projeto de Decreto Legislativo 234/11, de autoria do deputado João Campos (PSDB-GO), que foi aprovada pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM) no dia 18 de junho de 2013. 

A resolução nº 1/99 do Conselho Federal de Psicologia, em dois artigos, proíbe os psicólogos de tratar a homossexualidade como algo patológico (doença) e/ou estimular uma alteração sexual no paciente. 

A proposta, apelidada pela população de "Cura Gay", prevê a remoção destes trechos. Ou seja, com a lei aprovada, os psicólogos podem tratar a homossexualidade como uma característica patológica e reversível.

De acordo com a OMS - Organização Mundial de Saúde, a homossexualidade não pode ser considerada uma doença, logo não é passível de cura.

Mesmo com a aprovação da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, o texto ainda precisa ser votado pelas comissões de Seguridade Social e Família e de Constituição e Justiça, depois pelos deputados federais e, por último, pelo Senado, para ser então validado.

Você pode ler a proposta completa e formar a sua opinião. O que você pensa sobre o assunto?