Geral
Anônimo

Anônimo

Se for verdade eu estou te respondendo essa pergunta do além! É mentira, pode comer!

Na verdade é muito melhor que isso, não existe hora boa ou hora ruim para comer frutas! É claro que você não irá encher o estômago de banana atrás de banana poucos minutos antes de dormir, né? Assim como qualquer má alimentação antes de se deitar, a digestão pode ser afetada. E se você quiser ficar ainda mais feliz com essa notícia, os carboidratos presentes na banana ajudam na produção de serotonina, a substância responsável pela regulação do sono. Além de saudável, a fruta pode ainda te ajudar a pregar os olhos na hora de dormir.

Geral
A banana corre risco de extinção - e o que podemos fazer para evitar isso

A banana, uma das frutas mais populares do mundo, corre risco de extinção. Um tipo selvagem da fruta, encontrado somente na ilha africana de Madagascar, foi colocado na lista de espécies em extinção. Só existem cinco pés adultos dessa planta na natureza. Cientistas dizem que a espécie precisa ser preservada, pois pode conter o segredo para manter as bananas em segurança no futuro. A maioria das bananas consumidas pelo mundo são do tipo Cavendish, parente da banana nanica, muito popular no Brasil.

Essas bananas são especialmente vulneráveis a uma praga conhecida como mal do Panamá. Também estão sujeitas à doença as bananas prata e maçã, bastante populares no Brasil. Pesquisadores tentam desenvolver variedades que sejam ao mesmo tempo saborosas e resistentes à praga. A banana selvagem de Madagascar se desenvolveu isolada, já que o país é uma ilha no Índico. A ideia dos pesquisadores é analisar os traços genéticos que a protegem do mal do Panamá.

Eles esperam que a inclusão da espécie na lista vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza trará visibilidade ao tema. A banana de Madagascar produz sementes dentro da fruta, ou seja, não é comestível. Porém, se a fruta for protegida, haverá como analisar as sementes e gerar um novo tipo de banana que seja comestível e resistente. Bananas são frágeis à pragas por se reproduzirem por clonagem e terem pouca variação genética entre seus tipos.

Por enquanto, a doença que ataca a Cavendish está confinada à Ásia. Se chegar às Américas, pode liquidar as plantações no mundo todo. Isso já ocorreu nos anos 1950 com um tipo de banana chamado Gros Michel. A música "Yes! We Have No Bananas" (Sim! Não temos bananas), do trompetista americano Louis Prima, foi inspirada na falta de bananas Gros Michel, afetadas pelo mesmo fungo causador do mal do Panamá. Essas bananas foram substituídas pelas Cavendish, batizadas em homenagem a William Cavendish, o sexto Duque de Devonshire, na Inglaterra.

Fonte