Geral
SOCORRO: Existem 10 vezes mais vírus para Android do que aplicativos na Play Store

Quantos aplicativos você tem instalados no seu celular? Eu contei aqui e tenho exatamente 123 (e crescendo). Mas posso garantir que todos são apps muito úteis.

De acordo com um estudo feito com base em mais de 24 milhões de aplicativos instalados em celulares ao redor do mundo, a cada 10 aplicativos de Android, pelo menos um está infectado por vírus.

E de acordo com um outro estudo, esses 10% de aplicativos infectados carregam um número de vírus que representa 10 vezes mais o número de aplicativos.

Isso acontece porque um mesmo aplicativo pode ter vários, até dezenas de vírus que podem estar agindo agora, silenciosamente no seu celular enquanto você lê este texto.

Agora olha o perigo: esse mesmo levantamento mostrou que 70% dos vírus encontrados durante estudo estavam em aplicativos que possuíam métodos de pagamento interno.

É por isso que o App MUITOinteressante de hoje é o DFNDR, que é, de longe, o mais confiável antivírus e acelerador para Android.

Print DFNDR

Atualmente eu não uso Android, mas quando usava, não passava nem um minuto no celular enquanto o DFNDR não estivesse instalado. Na verdade, preciso confessar que entendi a importância de usar antivírus no Android da maneira muito amarga. Uma vez meu celular pegou um vírus que primeiro deixou meu celular lento e depois, me fez perder todo o conteúdo que tinha ali.

Então sugiro fortemente que você, querido usuário de Android, para o seu próprio bem, baixe o app MUITOinteressante de hoje. É só clicar aqui. ;-)

O MUITOinteressante é uma plataforma de fast content focado em promover a diversão através de informações e curiosidades verificadas e de vez enquanto, easter eggs.

Instagram

Android e iOS combinados têm mais de 99% da quota de mercado dos smartphones a nível global. E, também, segundo o estudo um a cada quatro iPhone 6 que estão para reparo tinham algum defeito de fábrica.

O estudo mostra também que o Xiaomi Redmi 4, que usa o sitema operacional Android, é o que mais defeitos de fábrica apresenta, ainda assim num valor inferior ao do iPhones 6S.

Nos dispositivos da Apple as falhas mais comuns são de hardware e de conectividade, em especial problemas com o Bluetooth e o Wi-fi, nos Android os problemas surgem mais no próprio software e no rendimento do dispositivo. O estudo ainda comprova que usuários de iPhone atualizam mais seus aparelhos: 88,8% tinham instalado o iOS 11, a última versão do sistema operativo, já os de Android, as versões Nougat (2016) e Oreo (2017) estão disponíveis em apenas (30,8% dos dispositivos).

O estudo se baseia nos dados de reparação de celulares do último trimestre de 2017 na Europa, Ásia, Austrália e América do Norte.

Fonte