Instagram

A última temporada de Game of Thrones chegou e depois de muitas mortes e saudade de personagens icônicos, a HBO divulgou uma pesquisa feita com a audiência da América Latina, onde perguntaram quem eles gostariam que Melisandre, a sacerdotisa vermelha, trouxesse de volta à vida na série.

Ned Stark, que teve a primeira e mais chocante morte de todas na primeira temporada, foi disparado o primeiro lugar na escolha dos fãs.

Confira a lista com sete personagens mais votados para voltar que já morreram na série:

7) Joffrey Baratheon - 3% dos votos (Talvez seja só para ele ver morrer de novo)

6) Oleanna Tyrell - 5% dos votos

5) Robb Stark, o grande rei do norte - 6% dos votos

4) Catelyn Stark - 7% dos votos

3) Hodor - 9% dos votos

2) Khal Drogo - 19% dos votos

1) Ned Stark - 37% dos votos

Instagram

Seria o emprego dos sonhos? Já imaginou ganhar €16.500, aproximadamente R$73.000 para ficar deitado na cama por dois meses?

A Nasa irá fazer um novo estudo e quer pessoas para avaliar quais são os efeitos da ausência da gravidade no corpo humano e como astronautas, que passam um longo tempo em missões espaciais, podem ser afetados.

Mamão com açúcar, né? Nada disso! A tarefa pode ser fácil, mas os 24 selecionados pelo Centro Espacial Alemão (12 homens e 12 mulheres) precisarão realizar todas as tarefas deitados, das mais simples, como comer, assistir TV e ler, até tomar banho e ir ao banheiro. As camas serão inclinadas para baixo, com uma inclinação em direção a cabeça de 6 graus.

O site do experimento explica que a ausência da gravidade gera consequências ao corpo as quais pessoas que permanecem muito tempo na cama também sofrem. Um exemplo são os fluidos corporais que começam a se deslocar para a cabeça.

Se interessou pela vaga? Confira os detalhes da seleção: serão 89 dias de treinamento em Colônia, na Alemanha, incluindo o período de adaptação pré-experimento e reabilitação pós-experimento. E não pára por aí, metade dos voluntários serão selecionados para entrar em uma centrífuga, que vai girar a 30 rotações por minuto. Para participar, é preciso ser saudável, ter entre 24 e 55 anos e não fumar.

Interessou? Envie um e-mail em alemão para [email protected]

Instagram

Neste 2 de abril é celebrado o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. A data, estabelecida em 2007, tem por objetivo difundir informações para a população sobre o autismo e assim reduzir a discriminação e o preconceito que cercam as pessoas afetadas por esta síndrome neuropsiquiátrica.Continue lendo...

Instagram

Pesquisadores da Universidade College London, na Inglaterra, descobriram que o ato de contar mentiras, mesmo aquelas que parecem ser inofensivas e pequenas, acostuma o cérebro às emoções negativas associadas e, com o tempo, pode encorajar as pessoas a contar mentiras mais cabeludas.Continue lendo...

Instagram

Esta é a tirinha de número #01 da primeira temporada de #DevaneiosInteressantes, série de 24 tirinhas do ilustrador Yorhán Araújo, que vai dar sua visão sobre alguns dos estudos que publicamos.

Toda quinta serão veiculadas 2 tirinhas diferentes: uma aqui no Muito Interessante e outra, no instagram.com/instadevaneios. Sempre por volta das 20:30h, simultaneamente.

Vai lá no @instadevaneios ver a tirinha de número 2.

Geral

Philbert Noyce é um dos únicos trabalhadores humanos em uma linha de produção completamente automatizada, existe uma certa harmonia na sua vida que foi destruída quando ele cometeu um erro grave em seu tempo: se importar com os outros.

Tudo começou quando um corpo foi encontrado pendurado em um poste de luz, a população estava ignorando este fato, de uma forma bem distante e fria. É uma hipérbole do comportamento presente em metrópoles do nosso mundo. São Paulo não é chamada de “Selva de Pedra” a toa.

Até aí é só mais um, não era conhecido, nem da família. Era “os outros” e ninguém se importa com eles, mas vida de Noyce muda quando ele percebe em um discurso de uma política incentivando a violência, em uma fração de segundos ela diz na TV "matar todos os outros".

Qualquer político que tenha um discurso de ódio e violência, mesmo que indireto, deveria receber o escrutínio social pelo seu caráter. Mas não foi o que aconteceu, à medida que Philbert se preocupava com a mensagem direcionada aos “outros”, ela aparecia com mais frequência

Sem saber quem são esses outros, ele se viu em dificuldades. Aparentemente teve um surto psicótico em um episódio nos trilhos do trem e precisou de uma avaliação psicológica. Sua mulher e seus amigos não se importavam com o que estava acontecendo.

A crítica contra a inércia da sociedade e sua falta de empatia com pessoas diferentes é muito evidente. A tensão aumentava quanto mais aquele homem se importava com quem não conhecia, afinal, em nenhum momento a história nos revelou quem eram os outros

Não vou dar spoilers para quem não assistiu, esse é um dos episódios da série Electric Dreams, a série de Ficção Científica inspirada na obra de Philip K. Dick's, conhecido também com PKD

O autor é muito conhecido por obras que trazem temas relacionados a política, autoritarismo, realidades misturadas e até misticismo para construir universos futuristas. Esse episódio em questão se chama “Kill all others” e foi inspirado no conto “The Hanging Stranger”

Ele reflete muito o olhar humanista e sensível que a produção de #scifi tem para as relações humanas. Sem um contexto profundo e uma boa discussão, essas histórias não passariam de cascas cheias de robôs, wifi e raios lasers cortando o espaço.

Não tive como deixar de correlacionar o episódio com os momentos que vivemos em nosso cenário mundial, com o aumento de uma intransigência, uma caçada quixotesca a inimigos que nunca existiram mas que são identificados simplesmente como “os outros”

A ironia é que, por mais que os mitos criados por autores de ficção ou por líderes religiosos e políticos não consigam identificar exatamente que são esses outros, é possível identificar o grupo que sente-se elevado, sublime e superior.

Se proclamam cidadãos de bem, defensores da lei e da ordem e querem manter a harmonia das coisas. Dentro esses sistemas, se preocupar com quem é diferente pode realmente ser um perigo e instigar o ódio de entidades poderosas. Ter empatia é começar uma verdadeira revolução

Instagram

A equipe da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, descobriu que escolher uma sobremesa calórica antes da refeição principal pode ser uma estratégia para garantir uma alimentação saudável. Seria um sonho? A explicação: escolher um alimento calórico logo no início da refeição influencia na escolha de um prato principal com opções mais saudáveis. Ou seja, as pessoas estão mais propensas a controlarem melhor as calorias do prato principal quando sabem que o número de calorias da sobremesa é alta o suficiente para prejudicar a dieta e, consequentemente, a saúde.

“Se escolhermos algo saudável primeiro, então isso nos dá uma licença para optar por algo maior depois. Se você inverter e escolher algo mais pesado no começo, essa licença fica vencida”, comentou Martin Reimann, co-autor do estudo, em entrevista à revista Time.

Mas não é para comer sobremesa antes da refeição toda vez! Os pesquisadores advertem que esse hábito só deve ser adotado de vez em quando já que a presença diária de uma tentação calórica pode interferir na disposição das pessoas em manter-se firme na dieta.

Para chegar a esta conclusão, pesquisadores realizaram dois experimentos distintos: no primeiro, envolvendo 134 pessoas, foi oferecido no refeitório da universidade duas opções de sobremesa na guarnição: uma escolha saudável (frutas frescas), colocadas antes da montagem do prato principal e ao final da linha de alimentos; e uma opção calórica (cheesecake de limão), distribuída da mesma forma: no começo e no final da guarnição. Durante quatro dias diferentes os participantes, que incluíam professores, funcionários e alunos, foram observados.

Ao final do acompanhamento, os pesquisadores notaram que quase 70% dos indivíduos que escolheram o cheesecake primeiro optaram por um prato principal mais saudável. No entanto, entre aqueles que escolheram a fruta primeiro, uma versão mais saudável foi escolhida por apenas cerca de 33% dos participantes.

O segundo experimento foi realizado com 160 pessoas fora do campus da universidade: os participantes precisavam montar online um pedido hipotético de jantar. Entre os que escolheram uma sobremesa calórica (bolo de chocolate) antes da refeição, 56% montaram um prato principal mais leve. Já entre os participantes que optaram por uma sobremesa saudável (salada de frutas) apenas 44% fizeram a mesma escolha consciente.

Diante desses resultados, os pesquisadores acreditam que a presença da sobremesa torna as pessoas mais conscientes da quantidade de calorias que vão ingerir considerando a refeição como um todo (sobremesa e prato principal).

Fonte

Instagram

Pesquisadores de um estudo publicado na revista científica Plos One concluíram, depois de observar 8 mil homens que viveram entre 1900 e 1916 na ilha de Oahu, no Havaí, que o gene FOXO3 que favorece a longevidade foi encontrado com mais frequência em baixinhos (abaixo de 1,6 metro de altura). O gene FOXO3 também produz menos insulina, fazendo com que a incidência de câncer seja menor.

Pesquisadores da Albert Einstein College of Medicine estudaram cerca de 145 mil mulheres e "confirmam a associação de altura com risco de todos os tipos de câncer”. Ou seja, pessoas mais altas são mais propensas a desenvolverem qualquer tipo de câncer.

Fontes: 1 e 2