Instagram

A mais antiga comemoração do dia das mães é mitológica. Na Grécia antiga, a entrada da primavera era festejada em honra de Rhea, a Mãe dos Deuses. A Enciclopédia Britânica diz: "Uma festividade derivada do costume de adorar a mãe, na antiga Grécia. A adoração formal da mãe, com cerimônias para Cibele ou Rhea, a Grande Mãe dos Deuses, era realizada nos idos de março, em toda a Ásia Menor." Continue lendo...

Instagram

O Dia do Silêncio existe e é comemorado hoje, 7 de maio!

Esta data visa conscientizar as pessoas dos males que a poluição sonora provoca, em diversos aspectos, para a queda da qualidade de vida das pessoas. Além de consequências físicas, o excesso de ruídos também prejudica a concentração e eleva os níveis de stress.Continue lendo...

Instagram

Pesquisa da Universidade Pepperdine, nos Estados Unidos, mostra que pessoas que são capazes de admitir que seus conhecimentos e opiniões podem estar errados são, na verdade, mais bem informados do que quem acha que já sabe de tudo.

A pesquisa feita com 1.200 participantes analisou o conceito de humildade intelectual e seu oposto, o excesso de confiança intelectual (ter certeza de que você está certo sempre). Ter confiança é importante, mas o exagero pode ser um problema.

"Aqueles que acreditam que o conhecimento é certo são suscetíveis de tirar conclusões definitivas incorretamente de evidências ambíguas" diz o estudo, liderado psicóloga Elizabeth J. Krumrei-Mancuso e publicado no The Journal of Positive Psychology. "Ou seja, os indivíduos tendem a distorcer as informações para se ajustarem às suas crenças epistemológicas, o que pode afetar sua interpretação e aquisição de conhecimento."

Fonte

Instagram

Pesquisadores da Universidade de Glasgow afirmam que apenas uma a cada nove celebridades digitais fitness, que se vendem como exemplo para perda de peso, dão bons conselhos.

Os Influenciadores fitness britânicos mais populares, que dão conselhos sobre e condicionamento físico, foram estudados segundo suas alegações, se eram transparentes, confiáveis, nutricionalmente sólidas e se incluíam referências baseadas em evidências.

Christina Sabbagh, autora do estudo, afirmou que essas celebridades digitais são potencialmente prejudiciais por conta do amplo público que atingem. “Descobrimos que a maioria dos blogs não pode ser considerada uma fonte confiável de informações sobre o controle de peso, já que muitas vezes apresentam opiniões como se fossem fatos e não cumprem os critérios nutricionais do Reino Unido”, disse a cientista.

Os resultados apresentados em um congresso sobre obesidade apontaram que os influenciadores falharam em fornecer informações nutricionais e explicar os critérios de metas e consumo de calorias que adotaram. As sugestões eram baseadas na opinião pessoal, não em evidências.

Também foram examinadas as últimas 10 receitas de refeição de cada blog para verificar o conteúdo de energia, carboidratos, proteína, gordura, gordura saturada, fibras, açúcar e sal. Na pesquisa, os estudiosos concluíram que os canais na internet não são recursos confiáveis para o controle de peso.

A presidente do Fórum Nacional de Obesidade, Tam Fry, afirma “A popularidade e o impacto das mídias sociais no contexto da epidemia de obesidade e boa forma sugere que todos os influenciadores devem ser obrigados a atender a critérios aceitos cientificamente ou clinicamente embasados para o fornecimento de aconselhamento on-line sobre o controle de peso”.

Fonte

Instagram

A conta é simples, se dormimos 8 horas por dia isso equivale a 1/3 do dia que tem 24 horas. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida do brasileiro é hoje de 71,3 anos anos. Considerando as ideais oito horas de sono diárias podemos dizer que um brasileiro médio passa 23 anos, 9 meses e 7 dias de sua vida dormindo.Continue lendo...

Instagram

Neste 2 de abril é celebrado o Dia Mundial de Conscientização do Autismo. A data, estabelecida em 2007, tem por objetivo difundir informações para a população sobre o autismo e assim reduzir a discriminação e o preconceito que cercam as pessoas afetadas por esta síndrome neuropsiquiátrica.Continue lendo...

Instagram

Pesquisadores da Universidade College London, na Inglaterra, descobriram que o ato de contar mentiras, mesmo aquelas que parecem ser inofensivas e pequenas, acostuma o cérebro às emoções negativas associadas e, com o tempo, pode encorajar as pessoas a contar mentiras mais cabeludas.Continue lendo...