Geral
Junior Hudson

Junior Hudson

É possível que sim, mas provável que não. Ok, vamos aos fatos:

Em geral, zumbis são mortos que voltam a vida por meios desconhecidos e depois são controlados por outra criatura. As primeiras histórias surgiram no Haiti onde poderosos Sacerdotes Vodu ressuscitavam mortos para escravizá-los em canaviais. 

Magia e mito à parte, de acordo com o etnobotânico de Harvard, Wade Davis, existem algumas substâncias capazes de fazer com que suas funções corpóreas fiquem tão baixas que até um médico experiente pode declara-lo como morto. A tetrodotoxina, encontrada no peixe Baiacu, por exemplo, é capaz de causar este efeito. Ainda segundo o estudioso, as vítimas destas substâncias podem ser trazidas de volta através de uma droga como a Datura Stramonium, que possui uma substância alcanoide que faz com que elas fiquem num estado de transe sem memória, mas podendo desenvolver tarefas simples como comer, dormir e murmurar por aí.

Em 1980, Davis tornou pública, entre outros fatos sobre os zumbis, a história do haitiano Clairvius Narcisse, que havia “morrido” num hospital em 1962 e encontrado vagando 18 anos depois em um vilarejo. Ele se dizia consciente mas paralisado durante sua suposta morte: até teria visto o médico cobrir seu rosto com um lençol. Narcisse disse ter sido ressuscitado e transformado em zumbi por um sacerdote.

As afirmações de Davis, no entanto, receberam críticas, e de acordo com a neurologista Terence Hines, a comunidade científica rejeita a tetrodotoxina como a causa deste estado e considera a avaliação de Davis sobre a natureza dos relatórios dos zumbis haitianos é vista como excessivamente crédula.

Ainda assim, os zumbis são levados muito a sério no Haiti - tanto que o assunto até influi nas leis do lugar. O artigo 246 do Código Penal Haitiano condena a criação de zumbis classificando o uso de substâncias que geram um período prolongado de letargia sem causar a morte como tentativa de assassinato. Se a substância causar aparência de morte e resultar no enterro da vítima (mesmo que não resulte em óbito), o ato é classificado como assassinato.

Existem também vários casos de animais, principalmente insetos, que são zumbificados por bactérias e fungos. Um exemplo é o Ophio cordyceps, fungo que se aloja no cérebro de formigas tropicais e passa a manipular seus corpos como se fossem marionetes. Veja o documentário sobre este fungo feito pela BBC:


Versão dublada em português
Vc encontrou o vídeo oculto neste post?

Comentários (
0
)