Geral
Charlon Sousa

Charlon Sousa

Existia um nada composto por absolutamente tudo o que não existe.

Antes do Big Bang tudo o que conhecemos estava exatamente onde sempre esteve, só que ocupando um lugar menor do que o de hoje. O que sabemos é que o Universo como conhecemos só existe dentro daquela pequena explosão de origem, tudo impresso como uma impressão digital, nossa marca de registro.

Mas curiosos como os humanos são, a busca pelo limbo fora daquele pequeno espaço parece óbvio e altamente imaginativo, e foi isso que alguns estudiosos fizeram, formulando uma verdadeira revolução sobre a existência. Continue lendo...

Geral
Anônimo

Anônimo

Um olhinho pra lá, outro pra cá. As pessoas que nascem ou desenvolvem o estrabismo possuem uma visão distorcida e duplicada.

Além de um problema estético e até social, o estrabismo traz muitas dificuldades de enxergar. A visão dupla acontece porque, para termos uma visão perfeita, com proporções e profundidades naturais, nossos olhos precisam estar alinhados entre si. O cérebro reconhece as imagens captadas pelas lentes oculares e une o que cada um dos olhos está vendo em uma coisa só.

Continue lendo...

Geral
Anônimo

Anônimo

Atualmente no Brasil existem 13 cidades que oferecem o serviço de transporte coletivo de forma gratuita. Cada uma delas funciona de uma forma diferente. Algumas possuem somente algumas linhas liberadas, enquanto em outras é tudo “free” mesmo. É isso mesmo. A gente aí sofrendo para pagar o busão nosso de cada dia enquanto uns podem andar de graça?

Qual é o segredo? Obviamente alguém precisa pagar esta conta. Estas cidades conseguem oferecer este tipo de subsídio porque estão conseguindo garantir o pagamento destes custos de outras formas.

Algumas destas cidades conseguem garantir o benefício para toda a população através do aumento ou do uso mais inteligente de impostos que já existem, como o IPTU, por exemplo. Por outro lado, há outras prefeituras que utilizam outras estratégias e se aproveitam de parcerias com empresas privadas para oferecer à população essa comodidade.

As cidades que hoje oferecem algumas linhas ou todo o serviço de transporte público gratuitamente para a população são: Itatiaiuçu, próxima a Belo Horizonte, Eusébio, no Ceará, Anicuns, próxima à Brasília, Maricá, no Rio de Janeiro, Silva Jardim e Porto Real, também no Rio, Monte Carmelo, em Minas Gerais, Agudos, Potirendaba e Paulínea, em São Paulo, Muzambinho, também em Minas Gerais e, por último, Pitanga e Ivaiporã, no Paraná.

Fora do Brasil também há cidades em 24 países que oferecem todas ou algumas linhas gratuitamente para que a população tenha mais facilidade de locomoção e ande pela cidade utilizando o transporte público. É uma boa ideia, já que esta iniciativa proporciona uma mobilidade com mais efetividade, diminui o número de carros transitando nas ruas e, com isso, o número de acidentes. Além disso, incentivar as pessoas a utilizarem meios coletivos de transporte ainda ajuda a proteger e cuidar da saúde das pessoas e do meio ambiente, já que melhora consideravelmente a qualidade do ar pela diminuição da poluição.

Seria bom mesmo se esta moda pegasse e tivéssemos acesso a um transporte coletivo de qualidade e gratuito em todas as cidades do Brasil, não é mesmo? O negócio é torcer muito e esperar para este dia chegar.

Geral
Mayra Santos

Mayra Santos

Devido ao modo em que o creme dental é inserido no tubo.

Após utilizarem misturas com sal de cozinha, pimenta, folhas de menta e até fórmulas baseadas em urina, a indústria dos cremes dentais evoluiu ao ponto de agora podermos comprar pastas de dente estilosas, coloridas, com listras e até com sabores diferentes.

No caso das pastas brancas com listras coloridas, o segredo está na forma em que ela é inserida no tubo. Os cremes de cada cor se encontram em divisórias separadas e de tamanhos diferentes dentro do aplicador, sendo a do creme branco maior que as dos coloridos. O tubo então é preenchido com todas as cores sendo injetadas ao mesmo tempo, começando pela base do tubo e terminando na região da tampa.

Outro fator importante para que tudo não vire uma mistureba lá dentro é a composição química diferente de cada creme. O creme branco é levemente diferente dos coloridos, e isso aliado ao estado e viscosidade da pasta e a falta de espaços vazios para homogeneização, garantem que uma cor não invada a outra.

Dessa forma, o tubo mesmo quando é dobrado e amassado (dentro de uma certa tolerância e bom senso) permite que as cores não se misturem lá dentro, graças à engenharia envolvida na sua fabricação.