Sexo
Anônimo

Anônimo

É crime e você pode ficar preso de 3 meses a 1 ano, ou ser punido com multa.

Quando você pratica o sexo na rua, ou melhor dizendo, em um local público, você está praticando o crime de ato obsceno. Este crime é toda e qualquer ação de cunho sexual em que se ofenda o pudor e a moral da sociedade. Não apenas o ato sexual, mas tirar a roupa no meio da rua também pode ser um ato obsceno e levar a sua prisão. Mas é bom lembrar que nem tudo que é nudez, é imoral. Se uma modelo está no meio da rua fazendo algum trabalho artístico com seus seios à mostra, pode não ofender a quem por ali passar, diferentemente de um casal que passeie sem roupas pela rua. Mas para que você seja preso por isso é necessário que haja uma denúncia formal, logo, se ninguém ver sua relação na rua, não haverá nenhum problema.

Sexo
Anônimo

Anônimo

Sim. E não. Calma, a gente explica!

Em primeiro lugar é preciso deixar claro que, no Brasil, o pênis grande pode ser considerado aquele que ultrapassa a média nacional dos 13 centímetros. Agora, respondendo a sua pergunta, nobre leitor, de acordo com o ginecologista Dr. Valter Almeida Ferreira Jorge, a vagina da mulher é bastante elástica, tanto que durante o parto, um neném pode passar por ali, o que teoricamente não causaria nenhum desconforto na hora do sexo. Entretanto, o pênis muito grande pode alcançar o colo do útero e isso sim causa um desconforto na sua parceira. Apesar deste contato, não há riscos para a saúde da mulher, mas é sempre bom saber de sua parceira se ela se sente incomodada ou não, afinal, deveria ser um momento de prazer tanto para ela quanto para você.

Faça a sua pergunta e ajude a escolher qual deve ser a próxima respondida clicando AQUI

Sexo
Bruna Garcia

Bruna Garcia

Segundo a terapeuta sexual Sylvia Faria Marzano, os orgasmos múltiplos são “continuações dos picos de prazer com a manutenção da excitação, sem a necessidade de intervalos entre um orgasmo e outro” - ou seja: vários orgasmos seguidos.

SOBRE ORGASMOS MÚLTIPLOS EM MULHERES - ESSAS LINDAS

Não há nenhum estudo que comprove se há predisposição biológica ou emocional e nem um guia padrão para que uma mulher possa alcançar o orgasmo múltiplo.

Para entender mais sobre o assunto, conversei com a sexóloga Walkíria Fernandes e ela foi enfática: a melhor forma de chegar a um orgasmo - seja ele múltiplo ou único, é não se preocupar com o orgasmo em si, mas focar no envolvimento durante o ato sexual.

“Se existir preocupação com o próprio desempenho sexual, a pessoa não consegue se envolver completamente na relação e acaba não alcançando o máximo da excitação. Quando a entrega e envolvimento às próprias sensações são alcançados, o orgasmo se torna possível e caso haja uma continuidade de carícias um outro orgasmo em seguida pode acontecer” - explica a especialista.

A reflexão que fica sobre o assunto é: na hora de virar os olhinhos, deixa acontecer naturalmente. ;-)

SOBRE ORGASMOS MÚLTIPLOS EM HOMENS
Infelizmente não rola. Esta é uma dádiva reservada somente às mulheres.

Um homem não pode ter vários orgasmos sem intervalos entre eles devido a um fenômeno químico chamado Período Refratário, desencadeado pela ejaculação.

De acordo com a fisioterapeuta especializada em sexualidade Débora Pádua, depois que a gente goza, o nosso cérebro é inundado de serotonina: substância química responsável pela sensação de prazer e também está ligada ao relaxamento do corpo

Essa enxurrada de serotonina manda um aviso para o corpo de que a sua missão já foi cumprida e é hora de parar. É nesse momento que a pirok perde o fôlego e não consegue continuar por motivos de: está mole.

A especialista deixa claro que este é o comportamento normal do corpo do homem, mas que há alguns casos raros de rapazes sortudos que conseguem ficar de piru duro mesmo depois de gozar.

No entanto, ainda que exista a remota possibilidade da ereção contínua, o próximo orgasmo não acontece imediatamente e depende de novos estímulos.

A ciência jamais vai conseguir me fazer desistir de tentar ter um orgasmo múltiplo. Terei prazer em continuar tentando. Literalmente. Aliás, quantos links ocultos vc encontrou no post?

Faça a sua pergunta e ajude a escolher qual deve ser a próxima respondida clicando AQUI

Sexo
Felipe Moura Ferreira

Felipe Moura Ferreira

Entre outras coisas, pode fazer crescer peitinho no cara.


Chinês que passou a tomar anticoncepcional feminino e outros hormônios para combater a calvície. Foto: The Huffington Post/ 2012

As pílulas anticoncepcionais são, na maioria das vezes, a combinação sintética de dois tipos de hormônios femininos, o estrogênio e a progesterona, que também são produzidos pelo homem, mas em pequenas quantidades.

Quando o homem, que produz altos níveis de testosterona, consome grandes quantidadess de hormônios femininos e por um longo período de tempo, os efeitos adversos podem ser muitos e vão da perda do apetite sexual à efeminação do corpo.

Conheça os 13 principais possíveis efeitos das pílulas femininas em homens:

1- Impotência sexual;

2- Osteoporose;

3- Redução dos testículos;

4- Crescimento e endurecimento da mama, que muitas vezes fica com aparência idêntica à feminina;

5- Perda de massa muscular;

6- Redução drástica na produção de espermatozoides

7- Acumulo de gordura nos quadris;

8- Diminuição e afinamento dos pelos do rosto e do corpo;

9- Melhora do quadro de calvície;

10- Insônia;

11- Ondas de calor corporal;

12- Depressão profunda;

13- Mudança na tonalidade da voz, deixando-a mais fina - entre outros efeitos

Os anticoncepcionais e hormônios femininos são largamente usados por homens que pretendem mudar de sexo e adotar a identidade feminina. Mas se você é homem e quer virar mulher, nada de ir correndo na farmácia comprar a primeira que encontrar.

Como a lista de efeitos colaterais é realmente grande, o ideal é procurar um endocrinologista, que vai te acompanhar durante todo este processo e indicar a melhor forma de ingerir esses hormônios. O acompanhamento psicológico nestes casos são essenciais. ;-)

Sexo
Anônimo

Anônimo

Para descansar as mãos dos médicos, que já estavam cansadas de masturbar suas pacientes.

Inventado em meados do século 19, o vibrador era um instrumento médico para a cura da histeria, doença que acometia exclusivamente mulheres. Sintomas como irritabilidade, ansiedade, choro, falta ou excesso de apetite e outros altos e baixos tão conhecidos do público feminino caracterizavam a histeria, doença que a comunidade médica acreditava ser causada por deslocamentos no útero. O tratamento? Massagem no clitóris até a paciente atingir o “paroxismo histérico”, ou em termos atuais, o orgasmo.

Mulheres passaram a lotar os consultórios e os médicos e, de tanto massagear clitóris de pacientes, começaram a ter uma espécie de LER (lesão por esforço repetitivo). Como a necessidade é um dos maiores impulsos humanos, o tratamento “manual” se aperfeiçoou e passou a ser feito com um instrumento – o vibrador!

O The Manipulator foi o primeiro vibrador patenteado da história em 1869, pelo médico norte americano George Taylor. Ele era movido a vapor.

Depois do The Manipulator, vários outros vibradores foram lançados, movidos a manivela, ar comprimido a bateria e a eletricidade.


Modelo Woody, movido a manivela


Modelo Dr. Johansen's, movido a manivela


Modelo Vibro-Life, movido a manivela


Modelo Macaura's Blood Circulator, movido a manivela


Modelo Chas a Cyphers, movido a ar comprimido


Modelo Ash Flash, movido a bateria


Modelo Golden-Glo Vitalator, movido a eletricidade


Modelo Giro-Lator, movido a eletricidade

A medida que foi ganhando conotação sexual, o vibrador adquiriu um ar negativo e ligado à vulgaridade, principalmente por conta do seu uso em filmes pornô.

Só voltou a ser relativamente aceito na década de 60, com a revolução sexual feminina.

Hoje sexólogos e ginecologistas o indicam não para curar uma doença, mas para auxiliar no prazer e na descoberta sexual da mulher.

Há também um caso médico da atualidade em que os vibradores são indicados para homens - mas aqueles que fazem cirurgia para mudança de sexo. Durante vários meses após a cirurgia, quem troca pirok por ppk precisa usar um vibrador periodicamente para que o canal vaginal aberto ali não cicatrize.
Se vc encontrou o vídeo da pirok imaginária que está oculto neste post, não conte a ninguém, apenas comente: "ah, como era grande". Se vc encontrar a música, cante um pedacinho.

--
Clique AQUI e conheça o nosso canal no Youtube. Acabamos de lançar um vídeo que conta a origem dos palavrões. ;-)

Sexo
Daniel Alves

Daniel Alves

Favor só ler esse post se vc tiver mais de 18 anos, pois contém palavras inapropriadas.

Os palavrões existem em todas as culturas, em todos os tempos, por serem as palavras que melhor conseguem exprimir emoções de raiva, ofensa ou (por que não) humor. Eles são controlados pelo "porão" do cérebro - o sistema límbico, responsável pela nossa parte mais primitiva (por isso que os palavrões sempre se referem à base da existência: sexo e excrementos), e influenciam desde sempre no nosso relacionamento social. Eles mudam de tempos em tempos, dependendo da polêmica da época. Na peça Romeu e Julieta, "que a peste invada a casa de ambos" é usado como ofensa. Hoje não surtiria muito efeito.

Fizemos um vídeo para falar a origem de alguns dos palavrões mais usados atualmente. Veja:

Por fim - sejam educados e não esqueçam das dicas finais do vídeo.

Sexo
Thiago H. Rodrigues

Thiago H. Rodrigues

Para proteger a ppk e a pirok. Por mais que muitas mulheres e até homens optem pelo caminho da depilação, os médicos recomendam que esses pelos grossos e encaracolados que ficam em volta dos genitais sejam mantidos. Eles servem como proteção contra microorganismos que podem causar infecção genital, principalmente no caso das mulheres. É claro que que você não precisa manter uma mata atlântica ali embaixo, mas tirar tudo, faz mal mesmo. O assunto é tão sério que em alguns estados norte-americanos, a depilação íntima cavada é proibida.

<font color="#f2f2f2">Se vc encontrar a imagem oculta no post, não conte a ninguém, apenas responda: qual é a melhor capa?</font>

Sexo
Anônimo

Anônimo

É muito violento, com direito a testículos arrancados e morte súbita.

Na maioria das espécies, os responsáveis pela reprodução são os zangões é a abelha rainha. Para atrair zangões, a rainha libera um feromônio que faz com que eles a sigam para reproduzir em uma área coletiva (tipo bacanal mesmo). Antes do fim do coito, sua majestade, A Rainha arranca os testículos do macho para guardar mais esperma, que será utilizado ao longo de toda a vida dela para colocar seus ovos. Este procedimento geralmente faz com que o zangão morra rapidamente. Dói só de pensar!

Mas nem tudo está perdido. Em algumas espécies de abelhas, os zangões não morrem após o sexo e curtem a vida adoidado, onde sua rotina é resumida em fazer sexo com várias fêmeas e ser alimentado pelas abelhas operárias. É que a sua única função é se reproduzir para garantir a sobrevivência da colmeia. Certamente muitos homens gostariam de viver uma vida como esta.

Sexo
Anônimo

Anônimo

Pq o aparelho reprodutório dos cães (como é de se esperar) é muito diferente dos humanos.

O pênis dos cachorros tem um bulbo na base. Quando ele penetra a cadela, esse bulbo incha lá dentro e prende o órgão dele no dela. Isso acontece pq, ao contrário de nós, a ejaculação do cachorro se dá por gotejamento, podendo levar até meia hora pra finalizar e fazer a cópula eficaz. Durante este tempo, os cães se rotacionam de modo a ficar com as caudas juntas, mas isso é natural e não os machuca.

O que os machuca é quando alguém que não sabe disso fica tentando separá-los. ;-/