Geral
Mayra Santos

Mayra Santos

Devido ao modo em que o creme dental é inserido no tubo.

Após utilizarem misturas com sal de cozinha, pimenta, folhas de menta e até fórmulas baseadas em urina, a indústria dos cremes dentais evoluiu ao ponto de agora podermos comprar pastas de dente estilosas, coloridas, com listras e até com sabores diferentes.

No caso das pastas brancas com listras coloridas, o segredo está na forma em que ela é inserida no tubo. Os cremes de cada cor se encontram em divisórias separadas e de tamanhos diferentes dentro do aplicador, sendo a do creme branco maior que as dos coloridos. O tubo então é preenchido com todas as cores sendo injetadas ao mesmo tempo, começando pela base do tubo e terminando na região da tampa.

Outro fator importante para que tudo não vire uma mistureba lá dentro é a composição química diferente de cada creme. O creme branco é levemente diferente dos coloridos, e isso aliado ao estado e viscosidade da pasta e a falta de espaços vazios para homogeneização, garantem que uma cor não invada a outra.

Dessa forma, o tubo mesmo quando é dobrado e amassado (dentro de uma certa tolerância e bom senso) permite que as cores não se misturem lá dentro, graças à engenharia envolvida na sua fabricação.

Geral
Larissa Sousa

Larissa Sousa

Não há consenso entre os historiadores sobre a origem do termo.

A conexão entre chifre e pessoa traída é tão antiga que existem diversas especulações, algumas envolvendo associações com o mundo animal, outras com tradições passadas e até com religião.

Listamos abaixo as teorias mais citadas por aí sobre o surgimento do termo:Continue lendo...

Geral
Vanessa Maciel

Vanessa Maciel

Por carinho e para ficarmos impregnados com o cheiro deles.

Em muitas de suas esfregadas, sejam em pessoas, objetos ou até outros gatos, eles estão na verdade se comunicando. Os felinos possuem glândulas na região da testa, ao redor dos lábios, nas patas e nas laterais do corpo que secretam feromônios, que atuam como uma espécie de "comunicadores químicos".

Os feromônios são únicos, como a nossa impressão digital, cada gato tem o seu. As glândulas da face secretam substâncias com efeito calmante para eles. Se esfregando, o gato liberta secreções dessas glândulas e deixa o seu odor impregnado na pessoa ou objeto, marcando-o como seu território. Esta secreção é limpa e indetectável ao olfato humano. É uma forma do gato demonstrar que aquele local, objeto, animal ou pessoa é de sua posse. E você pensando que era o dono dele...

O próximo gato que passar pelo local provavelmente irá parar, cheirar, e identificar se o cheiro é de um gato conhecido, quando ele esteve por ali, em que direção estava se dirigindo e podendo até perceber se estava de bom humor.

Continue lendo...

Geral
Anônimo

Anônimo

Elas surgem por causa dos melanócitos, e são um câncer! Mas calma, é benigno!

Existe uma camada mais fina da pele, a mais externa, chamada epiderme. E logo abaixo dessa camada temos as células que produzem a melanina, é a melanina que dá cor à nossa pele. Acontece que em algumas pessoas esses melanócitos se aglomeram em pequenas regiões abaixo da epiderme, o que provoca essa coloração mais escura a que chamamos de "pinta". Duas causas são mais comuns entre os pesquisadores, a carga genética de cada pessoa, ou seja o histórico familiar de pintas, ou a exposição contínua ao sol. As pintas não tem idade para aparecer, elas podem começar a surgir até os 2 primeiros anos de vida, e começam a estabilizar próximo aos 30 anos. Apesar de ser um tipo de câncer benigno, é importante ficar de olho em todas as suas pintas, porque em alguns casos elas podem se transformar em um câncer de pele.

Para ver o nível da gravidade de sua pinta, é só seguir a regra do ABCD. Analise a sua pinta e fique de olho nos seguintes itens:

Assimetria: uma metade da pinta é diferente da outra. As pintas benignas normalmente são arredondadas.
B
orda irregular: contornos mal definidos.
Cor variável: muitas tonalidades numa mesma lesão (preta, castanha, branca, vermelha, azulada).
D
iâmetro: maior que 6,0 mm/ (diâmetro de um lápis).

Em caso de dúvidas, consulte um médico!