Instagram

Segundo estudo realizado pela Universidade de Bonn, homens brancos com uma altura relativamente menor têm uma possibilidade mais elevada de perder os cabelos. A principal autora do estudo, Stefanie Heilmann-Heimbach disse que os dados do estudo indicam que alguns dos genes envolvidos na calvície estão associados, na média, com uma menor estatura.Continue lendo...

Instagram

Uma pesquisa feita pela Universidade Southern Methodist, nos Estados Unidos, analisando o nível de felicidade e o peso de 169 casais recém-casados durante quatro anos (uma vez por semestre) mostrou que, casais que diziam estar felizes na relação ficavam mais pesados a cada pesagem. O Índice de Massa Corporal desses participantes tinha, em média, um aumento de 0,12 por semestre.Continue lendo...

Instagram

Uma fruta ou uma porção de pipoca na hora do lanche? A pipoca pode ser mais saborosa e também mais saudável!

A casquinha da pipoca contém polifenóis - substâncias químicas antioxidantes - e fibras e essa parte é considerada a "pepita de ouro da nutrição", segundo o pesquisador Joe Vinson da Universidade de Scranton, na Pensilvânia, nos Estados Unidos, autor da pesquisa e pioneiro na análise de componentes saudáveis no chocolate, nozes e de outros alimentos comuns.Continue lendo...

Instagram

Quantos amigos você tem? Pensou? Você tem metade disso! Você pode acreditar que é uma pessoa popular, mas uma nova pesquisa psicológica sugeriu que apenas 50% das pessoas que você considera que são seus amigos pensariam a mesma coisa de você.

Estudo feito por cientistas da Universidade de Tel Aviv, de Israel, e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos concluiu que as pessoas têm uma má percepção dos laços de amizade e são incapazes de diferenciar os “amigos” dos “conhecidos”. A pesquisa revelou que apenas 50% das pessoas correspondem ao sentimento de amizade.Continue lendo...

Instagram

Segundo avaliação da Universidade de Sussex (Inglaterra) sobre o sistema educacional e a situação das professoras e professores em 35 países, no item 'respeito ao magistério', o Brasil ficou em último lugar com apenas um ponto de 100 possíveis. O levantamento foi feito com mil adultos, além de 5.500 professoras e professores em cada um dos 35 países avaliados.Continue lendo...