Geral
Homofóbicos vivem em média 2 anos a menos que pessoas normais, diz estudo.

O estudo foi feito na Universidade de Columbia, nos Estados Unidos e publicada no American Journal of Public Health. Os pesquisadores analisaram dados de um estudo feito desde os anos 70, que tem o objetivo de descobrir a opinião dos americanos sobre uma série de assuntos.

Foram avaliadas as respostas de mais de 20 mil heterossexuais para perguntas como "você acha que relações sexuais entre dois adultos do mesmo sexo são sempre um erro, quase sempre um erro, um erro apenas às vezes ou nunca são um erro?" e "um homem que admite ser homossexual deveria poder ensinar em uma escola ou universidade?". Até 2008, 4.216 dos 20.226 participantes que tiveram suas respostas analisadas já tinham morrido.

Os pesquisadores então cruzaram os dados e descontaram uma série de fatores que sabidamente podem interferir na taxa de mortalidade, como renda e grau de instrução. No final, eles descobriram que os homofóbicos vivem, em média, dois anos e meio a menos que o resto da população.

Leia a matéria completa na Galileu.

Fontes: Revista Galileu.
Colaboradores: Pablo Soares.

Comentários (
0
)