Instagram

Esta é a tirinha de número #01 da primeira temporada de #DevaneiosInteressantes, série de 24 tirinhas do ilustrador Yorhán Araújo, que vai dar sua visão sobre alguns dos estudos que publicamos.

Toda quinta serão veiculadas 2 tirinhas diferentes: uma aqui no Muito Interessante e outra, no instagram.com/instadevaneios. Sempre por volta das 20:30h, simultaneamente.

Vai lá no @instadevaneios ver a tirinha de número 2.

Geral

Philbert Noyce é um dos únicos trabalhadores humanos em uma linha de produção completamente automatizada, existe uma certa harmonia na sua vida que foi destruída quando ele cometeu um erro grave em seu tempo: se importar com os outros.

Tudo começou quando um corpo foi encontrado pendurado em um poste de luz, a população estava ignorando este fato, de uma forma bem distante e fria. É uma hipérbole do comportamento presente em metrópoles do nosso mundo. São Paulo não é chamada de “Selva de Pedra” a toa.

Até aí é só mais um, não era conhecido, nem da família. Era “os outros” e ninguém se importa com eles, mas vida de Noyce muda quando ele percebe em um discurso de uma política incentivando a violência, em uma fração de segundos ela diz na TV "matar todos os outros".

Qualquer político que tenha um discurso de ódio e violência, mesmo que indireto, deveria receber o escrutínio social pelo seu caráter. Mas não foi o que aconteceu, à medida que Philbert se preocupava com a mensagem direcionada aos “outros”, ela aparecia com mais frequência

Sem saber quem são esses outros, ele se viu em dificuldades. Aparentemente teve um surto psicótico em um episódio nos trilhos do trem e precisou de uma avaliação psicológica. Sua mulher e seus amigos não se importavam com o que estava acontecendo.

A crítica contra a inércia da sociedade e sua falta de empatia com pessoas diferentes é muito evidente. A tensão aumentava quanto mais aquele homem se importava com quem não conhecia, afinal, em nenhum momento a história nos revelou quem eram os outros

Não vou dar spoilers para quem não assistiu, esse é um dos episódios da série Electric Dreams, a série de Ficção Científica inspirada na obra de Philip K. Dick's, conhecido também com PKD

O autor é muito conhecido por obras que trazem temas relacionados a política, autoritarismo, realidades misturadas e até misticismo para construir universos futuristas. Esse episódio em questão se chama “Kill all others” e foi inspirado no conto “The Hanging Stranger”

Ele reflete muito o olhar humanista e sensível que a produção de #scifi tem para as relações humanas. Sem um contexto profundo e uma boa discussão, essas histórias não passariam de cascas cheias de robôs, wifi e raios lasers cortando o espaço.

Não tive como deixar de correlacionar o episódio com os momentos que vivemos em nosso cenário mundial, com o aumento de uma intransigência, uma caçada quixotesca a inimigos que nunca existiram mas que são identificados simplesmente como “os outros”

A ironia é que, por mais que os mitos criados por autores de ficção ou por líderes religiosos e políticos não consigam identificar exatamente que são esses outros, é possível identificar o grupo que sente-se elevado, sublime e superior.

Se proclamam cidadãos de bem, defensores da lei e da ordem e querem manter a harmonia das coisas. Dentro esses sistemas, se preocupar com quem é diferente pode realmente ser um perigo e instigar o ódio de entidades poderosas. Ter empatia é começar uma verdadeira revolução

Instagram

A equipe da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, descobriu que escolher uma sobremesa calórica antes da refeição principal pode ser uma estratégia para garantir uma alimentação saudável. Seria um sonho? A explicação: escolher um alimento calórico logo no início da refeição influencia na escolha de um prato principal com opções mais saudáveis. Ou seja, as pessoas estão mais propensas a controlarem melhor as calorias do prato principal quando sabem que o número de calorias da sobremesa é alta o suficiente para prejudicar a dieta e, consequentemente, a saúde.

“Se escolhermos algo saudável primeiro, então isso nos dá uma licença para optar por algo maior depois. Se você inverter e escolher algo mais pesado no começo, essa licença fica vencida”, comentou Martin Reimann, co-autor do estudo, em entrevista à revista Time.

Mas não é para comer sobremesa antes da refeição toda vez! Os pesquisadores advertem que esse hábito só deve ser adotado de vez em quando já que a presença diária de uma tentação calórica pode interferir na disposição das pessoas em manter-se firme na dieta.

Para chegar a esta conclusão, pesquisadores realizaram dois experimentos distintos: no primeiro, envolvendo 134 pessoas, foi oferecido no refeitório da universidade duas opções de sobremesa na guarnição: uma escolha saudável (frutas frescas), colocadas antes da montagem do prato principal e ao final da linha de alimentos; e uma opção calórica (cheesecake de limão), distribuída da mesma forma: no começo e no final da guarnição. Durante quatro dias diferentes os participantes, que incluíam professores, funcionários e alunos, foram observados.

Ao final do acompanhamento, os pesquisadores notaram que quase 70% dos indivíduos que escolheram o cheesecake primeiro optaram por um prato principal mais saudável. No entanto, entre aqueles que escolheram a fruta primeiro, uma versão mais saudável foi escolhida por apenas cerca de 33% dos participantes.

O segundo experimento foi realizado com 160 pessoas fora do campus da universidade: os participantes precisavam montar online um pedido hipotético de jantar. Entre os que escolheram uma sobremesa calórica (bolo de chocolate) antes da refeição, 56% montaram um prato principal mais leve. Já entre os participantes que optaram por uma sobremesa saudável (salada de frutas) apenas 44% fizeram a mesma escolha consciente.

Diante desses resultados, os pesquisadores acreditam que a presença da sobremesa torna as pessoas mais conscientes da quantidade de calorias que vão ingerir considerando a refeição como um todo (sobremesa e prato principal).

Fonte

Instagram

Pesquisadores de um estudo publicado na revista científica Plos One concluíram, depois de observar 8 mil homens que viveram entre 1900 e 1916 na ilha de Oahu, no Havaí, que o gene FOXO3 que favorece a longevidade foi encontrado com mais frequência em baixinhos (abaixo de 1,6 metro de altura). O gene FOXO3 também produz menos insulina, fazendo com que a incidência de câncer seja menor.

Pesquisadores da Albert Einstein College of Medicine estudaram cerca de 145 mil mulheres e "confirmam a associação de altura com risco de todos os tipos de câncer”. Ou seja, pessoas mais altas são mais propensas a desenvolverem qualquer tipo de câncer.

Fontes: 1 e 2

Instagram

Você sabia que a depressão já é a doença mais incapacitante do mundo e afeta no Brasil mais de 11 milhões de pessoas? De acordo com as últimas estimativas da Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 300 milhões de pessoas vivem com depressão.

Conhece alguém que no momento sente incapacidade de realizar atividades diárias simples como levantar da cama, comer, trabalhar ou estudar? Apresenta tristeza persistente e desinteresse em atividades que sempre foram prazerosas? A depressão pode ser uma doença silenciosa e afetar qualquer pessoa, em níveis mais graves, pode levar ao suicídio. É necessário estar atento aos sintomas: oscilação de humor, perda de energia, mudanças no apetite e sono, dificuldade de concentração, culpa ou desesperança, vontade de sumir, pensamentos suicida e/ou de autoextermínio, num período maior que 14 dias.

A pessoa deprimida dificilmente terá iniciativa para buscar ajuda, então faça isso por ela! De que maneira?

- Converse, diga que ela pode melhorar se tiver o tratamento adequado (tratamento = psicoterapia e em alguns casos, psicoterapia + medicamentos).

- Jamais menospreze as razões que nela gera sofrimento, seja empático.

- Agende uma consulta com um(a) psicólogo(a). Muitos planos de saúde cobrem psicoterapia, e também muitos terapeutas atendem a preço social, viabilizando o tratamento. Mas se a grana estiver curta, saiba que existe na grande maioria de universidades que ministram o curso de Psicologia o modelo de clínica escola, onde o atendimento é voluntário ou com ajuda de custo simbólica. Procure alguma perto de vocês.

- Incentive práticas de exercícios físicos regulares e que ela não deixe de fazer o que gosta, inicialmente pode ser difícil, mas ao longo do tratamento, são ações que colaboram para uma melhora efetiva do quadro.

- Você pode encontrar também apoio emocional por telefone 24h por dia, ligando no número 188 a equipe do CVV – Centro de Valorização a Vida oferece esse suporte. Talvez do seu lado, alguém esteja precisando de ajuda.

Compartilhe essas dicas!

Isa Barros (@IsaBarros.psi) é psicóloga, atua com abordagem psicanalítica e é consultora do @MUITOinteressante para assuntos ligados à saúde mental. CRP 04/52781.

Vale dizer também que o Instagram oferece ajuda para usuários com ansiedade e depressão.

Sempre que o usuário digitar na aba "Pesquisar" as hashtags #ansiedade ou #depressão verá a mensagem "Publicações com as palavras ou tags que você está procurando muitas vezes incentivam um comportamento que pode fazer mal a uma pessoa e até levá-la à morte" e escolher entre duas opções: 'obter apoio' ou 'ver publicações mesmo assim'.

Ao clicar na primeira opção, o aplicativo abre uma nova janela no navegador do celular, onde o usuário pode escolher entre três alternativas: falar com um amigo, falar com um voluntário da linha de apoio ou receber dicas e apoio. Na primeira, ele é orientado a conversar com pessoas próximas sobre o que está sentindo. Na segunda opção, o usuário é direcionado para o Centro de Valorização da Vida (CVV), serviço de prevenção ao suicídio que conta com voluntários 24 horas para atendimento por telefone, no número 141, bate-papo ou e-mail. Já na terceira, ele encontra dicas de saúde mental, como sair ao ar livre, ouvir uma música tranquila ou escrever como está se sentindo.

Fontes 1, 2 e 3

Instagram

Estudo da Universidade do Estado da Flórida (FSU) concluiu que lavar a louça pode ajudar a aliviar o estresse do dia a dia. A tarefa não pode ser concluída com pressa, nem deve ter auxílio da máquina de lavar louças.

A pesquisa da FSU foi feita com 51 estudantes, divididos em dois grupos: no primeiro, o participantes leram um trecho sobre atenção plena indicando a prestarem atenção em cada ato de suas vidas (proposta do mindfulness), em seguida, submetidos à tarefa. Enquanto o outro, foi encarregado de apenas lavar a louça.

Os resultados mostraram que aqueles que tiveram um ritual precedente, reduziram os níveis de estresse em 27%, e as boas inspirações cresceram 25%. Já os que não foram convidados a ler a passagem, não sofreram nenhuma alteração mental ou comportamental.

Segundo os cientistas, os beneficiados estavam pensando apenas em lavar a louça, o que significa estar totalmente focado no momento. Dessa forma, não houve descarrego de estresse durante a limpeza.

A intenção da pesquisa é observar como as atividades do dia a dia podem ser feitas a partir dos princípios de mindfulness e assim obter vantagens. Apesar de ser uma pequena descoberta, novos ângulos sobre como encarar as responsabilidades domésticas com foco, intensão e cuidado podem reduzir a tensão e os problemas psicológicos.

Fonte

Instagram

Pesquisa publicada na revista científica Animal Cognition mostrou que a inteligência dos galináceos (galinhas e galos) têm uma capacidade mental maior que de crianças

As galinhas são muito boas na arte da enganação, dizem os pesquisadores: os galos chamam as galinhas para comer mesmo quando não há comida, apenas para atrair as fêmeas. Quando estão na época de acasalamento, os galos também costumam cantar bem baixinho quando há outros galos por perto, para não avisar os rivais que há galinhas por perto.

Essa tática de manipulação social, também chamada de Inteligência Maquiavélica, só é comum em algumas poucas espécies de mamíferos, incluindo primatas.

As galinhas também entendem de números. Os pintinhos de até 5 dias de idade entendem quantidades, assim como soma e subtração. Muitos animais entendem tempo, mas as galinhas conseguem fazer viagem no tempo mental, lembrando de coisas do passado e pensando no futuro.

Galinhas usam pelo menos 24 formas de se comunicar com a voz, e várias outras formas de comunicação visual.

No que os cientistas chamam de comunicação referencial, eles explicam que outros animais como macacos e outras aves se comunicam de jeitos diferentes dependendo da situação, e se referem a diferentes. As galinhas fazem isso também. Elas tem uma voz de alarme para predadores voadoras e outra para predadores terrestres.

Fonte

Instagram

Estudo mostra que cantar diminui em 96% a sensação de estresse e de isolamento nos trabalhadores.

Acadêmicos da Universidade de Leicester, no Reino Unido, questionaram 1.000 indivíduos de diversas profissões e empresas sobre as exigências laborais a que estavam sujeitos, do seu humor e nível de socialização.

A professora Joanna Foster, líder do estudo, disse que "Cantar em grupo tem um efeito positivo na saúde e na produtividade no trabalho", e completou: "Cantar é uma atividade divertida e livre. As entidades laborais deviam mesmo incluir grupos de canto nas empresas e encorajar os indivíduos a participarem".

Um estudo anterior, também realizado pela Universidade de Leicester, concluiu que um em cada 20 trabalhadores se sente sobrecarregado no emprego e que um em três não consegue gerir a carga de tarefas que lhe é atribuido.

Fonte

Instagram

Entre 1960 e 1985, o PIB dos países onde o pênis médio é pequeno cresceu mais que o PIB dos países "bem-dotados".

Cada centímetro a menos gera um aumento de 5% a 7% no crescimento econômico segundo estudo feito por pesquisadores da Universidade de Helsinque (Helsink Center of Economic Research).

Os pesquisadores supõem que, como pênis grande e salário alto contribuem para a autoestima homem, quem não tem o primeiro se esforça mais para conseguir o segundo.

Vale lembrar que a o tamanho médio de um pênis, segundo levantamento britânico feito com 15.521 homens, tem o comprimento flácido de 9,16 centímetros e, esticado, 13,24 centímetros. Já o tamanho médio do órgão sexual masculino ereto é 13,12 centímetros. A circunferência média do pênis flácido é de 9,31 centímetros e ereto 11,66 centímetros.

Fonte

Instagram

A quarta-feira de cinzas é o dia do ano com maior ausência de funcionários, superando a véspera de Ano Novo.

Uma pesquisa feita com 30 mil colaboradores de uma empresa de tecnologia e RH (Pontomais) mostrou que 50% das pessoas que deveriam voltar à labuta não vão trabalhar! Para se ter uma ideia, a véspera de Ano Novo tem falta de 37% dos funcionários, ambas as situações de funcionário que não tem folgas marcadas.

Fonte