Geral
Você sabe quais são jogos repetidos na mesma Copa do Mundo?

Bélgica e Inglaterra estão jogando pela disputa do terceiro lugar na Copa do Mundo de 2018. Os dois times já haviam jogado pelo grupo G do Mundial na terceira rodada da chave, com magra vitória belga por 1 x 0. É a sexta vez que um jogo se repete na mesma edição de uma Copa do Mundo. Vamos relembrar quais são as outras cinco partidas que aconteceram por duas vezes no mesmo Mundial - e três dessas repetições envolvem o Brasil.

Isso aconteceu pela primeira vez na Copa da Suíça em 1954. Alemães e húngaros estavam na mesma chave e passaram com facilidade por Turquia e Coreia do Sul. No jogo entre eles, os alemães pouparam sete titulares e perderam por 8 x 3. O troco alemão viria na final: com o time completo, os alemães viraram um jogo de 0 x 2 para 3 x 2, conquistando o primeiro título germânico, O jogo ficou conhecido como "o milagre de Berna".

Em 1962, o Brasil jogou contra a Tchecoslováquia, pela segunda rodada da primeira fase. Apesar das inúmeras chances criadas pelo Brasil, o jogo acabou 0 x 0 e obrigou o Brasil a vencer a Espanha para se classificar. Além disso, Pelé se contundiu e ficou fora da Copa, para piorar tudo. Mas na final, Garrincha e Vavá decidiram para o Brasil e a seleção brasileira fez 3 x 1 nos tchecoslovacos, conquistando o bicampeonato mundial.

A repetição de um confronto na mesma Copa aconteceria 20 anos depois. Itália e Polônia empataram por 0 x 0 no grupo B. Campeã da chave, a Polônia manteve o pique contra Bélgica e URSS na segunda fase. A Itália passou de fase com três empates, mas derrubou Argentina e Brasil em dois jogaços. No reencontro entre os dois times, o desfalque do meia Boniek foi fatal para a Polônia: sem seu craque, foi presa fácil de uma Itália com Paolo Rossi endiabrado - o atacante da Juventus fez dois gols e pôs a Azzurra na final.

Com alteração do regulamento da Copa, a repetição de duelos entre times da mesma chave não aconteceria mais na final, mas nas semifinais. Em 1994, o Brasil passou sufoco com a Suécia. Na primeira fase, o Brasil saiu atrás e só empatou no fim do primeiro tempo em jogada individual de Romário. O excelente time sueco derrubou Arábia Saudita e Romênia e reencontrou o Brasil na semi O sofrido 0 x 0 durou até os 37 minutos do segundo tempo: após belo cruzamento de Jorginho, o Brasil venceu com um gol de cabeça: os 1,68 de Romário bateram os 1,98 dos dois zagueiros suecos.

Por fim, em 2002, outra repetição envolvendo o Brasil. Na estreia, o Brasil virou contra um retrancado time turco apenas aos 41 minutos do segundo tempo, num pênalti sofrido por Luizão. Os turcos passaram por Japão e pela sensação Senegal para ir à semifinal. Já o Brasil, bateria belgas e ingleses. Na reedição do encontro, num jogo mais difícil que o primeiro, Marcos foi a estrela do jogo, evitando vários gols turcos. Aos 4 minutos do segundo tempo, num lance parecido com o biquinho de Romário contra a Suécia em 1994, Ronaldo fez 1 x 0 e garantiu a passagem para a final.

Fonte

Comentários (
0
)