Geral
Reanimação cardíaca é mais eficiente quando feita no ritmo de "Macarena"

Um estudo espanhol mostra que fazer reanimação cardiopulmonar (RCP) no ritmo da canção Macarena, da banda Los del Río, é mais eficiente para salvar vidas. Realizado por Eva González, da Universidade de Barcelona, o estudo avaliou o uso de um aplicativo de ritmo e uma canção no caso, a Macarena) para melhorar a qualidade das compressões torácicas. O estudo será publicado na BMJ, revista que publica pesquisas de rigor científico, mas que também chegam à conclusões divertidas.

O orientador do estudo, professor Enrique Carrero, diz ter sugerido aos alunos da Faculdade de Medicina que estudassem maneiras de melhorar a qualidade da RCP como tema de conclusão de curso. Carrero diz que há outros estudos mostrando que o uso de músicas para ritmar a reanimação cardíaca é eficiente. "Mas a Macarena é uma música hispânica e muito conhecida - e isso é interessante para nós", diz ele, com bom humor.

No estudo, 164 alunos realizaram RCP num boneco durante dois minutos. Os alunos foram divididos em três grupos: o grupo de controle não tinha nenhuma ajuda para manter o ritmo da reanimação, outro usou um aplicativo e o terceiro usou o ritmo da Macarena. O ideal é que sejam feitas 100 a 120 compressões por minuto. O grupo de controle obteve sucesso em 24% das vezes, quem usou o aplicativo fazia 103 compressões por minuto. Já quem cantarolava a Macarena, obteve sucesso em 75% das vezes.

O professor explica a vantagem de cantarolar a canção durante a reanimação. Nem todo mundo vai ter um aplicativo ou outra ferramenta para controlar o ritmo das compressões durante o procedimento. Isso é fundamental e pode ser a diferença entre salvar a vida do paciente ou deixá-lo morrer. "Recordar uma música é grátis, simples e imediato", por isso decidimos fazer esse estudo, resume o professor Carrero.

Fonte: publico,es

Comentários (
0
)