Instagram

Você está sempre solteiro(a)? Uma mutação no gene do receptor de serotonina 5-HT1A pode influenciar as perspectivas românticas de uma pessoa, segundo estudo feito com 579 universitários chineses.

Muitos fatores podem influenciar quando uma pessoa está para se apaixonar: sociológicos e psicológicos, demografia, aparência externa, personalidade, mas segundo o professor Zhou Xiaolin, da Universidade de Pequim, fatores genéticos também.

“Comportamentos relacionados ao amor, como pareamento e afiliação afetiva, estão associados aos níveis de serotonina no cérebro. Em animais não humanos, a diminuição dos níveis de serotonina diminui a receptividade sexual feminina e induz a agressão em relação aos machos ”, disse o professor Zhou.

O professor Zhou e seu grupo mostraram que o genótipo C-1019C (CC) do receptor de serotonina 5-HT1A está associado a relacionamentos mais seguros. Observando que os níveis de serotonina foram documentados para influenciar as relações humanas, o grupo de pesquisa levantou a hipótese de que seria mais fácil para os portadores de CC desenvolver e manter relacionamentos próximos com os outros, tornando-os mais propensos a estar em um relacionamento.

Para testar sua hipótese, eles compararam o status da relação de estudantes chineses expressando diferentes versões do gene 5-HT1A. Descobriram então que, enquanto 50,4% dos indivíduos portadores do genótipo CC estavam em relacionamentos, apenas 39% daqueles com os polimorfismos CG ou GG estavam namorando no momento do estudo.

“49,6% dos portadores de CC e 61% dos portadores de CG ou GG são solteiros. Ou seja, os portadores de alelo G têm 23% mais chances de serem solteiros do que outros indivíduos”, disse o Prof. Zhou.

Fonte

Comentários (
0
)