Instagram

Preparar aquele cafezinho pela manhã ou na hora do trabalho, sentir o cheirinho do café passando, todos esses pequenos prazeres são apreciados por quem já suspeitava que o café nos faz mais felizes. Agora é científico!

Um estudo realizado pela Universidade de Ruhr, na Alemanha, liderada pelo psicólogo Lars Kuchinke, mostrou que o café ajuda o cérebro no reconhecimento mais efetivo e rápido de palavras ou expressões positivas – como “amor” e “feliz” – em comparação com as negativas – como “raiva” ou “tédio”.

O estudo foi feito com 66 voluntários divididos em dois grupos: um tomava pílulas de cafeína, enquanto o outro consumia placebos. Em seguida, ambos realizaram uma atividade em que tinham que diferenciar palavras reais de inventadas. A equipe cafeinada foi mais rápida nas tentativas. E esta maior velocidade se confirmava, principalmente, nas expressões consideradas positivas.

Os resultados apontam que cerca de 200 mg de cafeína – ou o equivalente a duas xícaras – são suficientes para fazer com que o cérebro ganhe esse “poder extra”, tanto na velocidade, quanto na precisão das escolhas.

O segredo é mesmo a dopamina, estimulada pelo café. “A cafeína pode fortalecer as conexões entre as áreas onde as informações positivas e as respostas positivas são processadas, então essa informação fica disponível mais facilmente durante o processo de entendimento das palavras”, explica Kuchinke.

Fonte

Comentários (
0
)