Geral
Falta de CO2 ameaça produção de cerveja na Europa

Por causa do aquecimento global, é comum que as pessoas se preocupem com o excesso de CO2. No entanto, a venda de cerveja corre risco na Europa após escassez na produção do gás na Europa. Isso é ainda mais grave quando pensamos que o consumo aumenta durante a Copa do Mundo. Brigid Simmonds, da Associação Britânica de Cerveja e Pubs, disse que "em vista da época do ano (verão na Europa) e do Mundial, a situação surgiu em um momento infeliz para a indústria de cervejaria".

Uma das maiores fontes de CO2 alimentar na Europa são as usinas de amônia. A escassez aconteceu porque cinco dessas usinas foram desativadas no norte da Europa para manutenção. As principais fornecedoras de CO2 líquido, como a Praxair, Messer, Air Liquide e Linde, foram afetadas pelo problema. O Reino Unido foi o mais atingido, pois há apenas uma grande usina de CO2 em operação.

"O mercado europeu de amônia está mais apertado do que o normal nesta época do ano. Parece haver mais fábricas paralisadas do que o usual", disse Richard Ewing, editor na ICIS, empresa especializada em dados sobre mercados de amônia. Um porta-voz da Messer na Alemanha disse: É uma situação que acontece todos os anos nos meses de verão. A Messer tenta garantir o fornecimento aos clientes realocando a distribuição do produto na Europa."

Fonte

Comentários (
0
)