Geral
Em Portugal, existe um banco de tempo

Imagine um lugar onde as trocas não são regidas por transações monetárias. A moeda de troca é o tempo. O Banco do tempo funciona como um sistema de ações solidárias. Cada pessoa oferece e recebe um serviço em troca. Um cozinheiro pode oferecer o tempo necessário para produzir uma refeição e, em troca, receber uma consulta médica, por exemplo.

“Através das trocas e encontros, o Banco de Tempo enriquece o mundo relacional das pessoas que nele participam, num papel importante na recuperação da solidariedade e no combate à solidão. Contribui também para o desenvolvimento e partilha de talentos e facilita o acesso a serviços que dificilmente poderiam ser obtidos, dado o seu valor de mercado. O Banco de Tempo questiona e incentiva mudanças no modo como vivemos”, diz o site do banco.

O serviço é pago com um “cheque do tempo”. Quem prestou o serviço deposita o cheque, que é creditado em sua conta, e pode obter serviços oferecidos pelos outros membros do banco. Cada hora de trabalho prestada por um membro equivale a uma hora de serviço qualquer que ele precise no futuro - todas as horas têm o mesmo valor, criando uma economia solidária e justa.


Fonte: Razões Para Acreditar

Comentários (
0
)