Geral
Brasil tem a segunda população mais fora da realidade no mundo

A pesquisa global Perigos da Percepção 2017 compara opiniões da população com dados da realidade. Num ranking de 38 países, os brasileiros só ficam atrás dos sul-africanos. As informações foram comparadas com dados de fontes oficiais, resultando no ‘Índice da Percepção Equivocada’. O ranking aponta as distorções entre opiniões e realidade. Os piores resultados foram da África do Sul, do Brasil, Filipinas, Peru, e Índia. A Ipsos entrevistou 29,1 mil pessoas dos 38 países.

A pesquisa mostrou que apenas 7% das pessoas entrevistadas no mundo pensam que a taxa de homicídio em seu país é menor do que em 2000. No entanto, ela é muito menor na maioria dos países. No Brasil, a taxa de homicídios é a mesma de 2000, mas para 76% ela é maior hoje. Apenas 19% dos entrevistados acham que as mortes por terrorismo são menores que em 2004 – esse índice caiu pela metade.

Os brasileiros mostram uma percepção bem equivocada em relação aos imigrantes que estão presos no país. A maioria acha que a população carcerária é composta por 18% de imigrantes, mas taxa real é de 0,4%. O Brasil também está fora da realidade quando a pergunta é qual é a proporção de brasileiros conectados ao Facebook. Os brasileiros acham que 83% da população está na rede social, mas apenas 47% dos brasileiros acessam a rede.

Todos os países acreditam que a gravidez na adolescência seja mais frequente do que é na realidade, especialmente na América Latina e África do Sul. Os brasileiros foram os que mais erraram essa questão. O dado oficial é 6,7%, mas os brasileiros pensavam que fosse 48%. “O preocupante sobre esta pesquisa é que percepções erradas geram diagnósticos errados dos problemas do país e, consequentemente, soluções inadequadas”, afirma Marcos Calliari, CEO da Ipsos no Brasil.

Fonte

Tags: , .

Comentários (
0
)