Geral
Idosos que cuidam de crianças vivem mais, segundo estudo.

Estudo feito pela Evolution and Human Behavior com 500 idosos entre 70 e 103 anos, concluiu que aqueles que cuidavam dos netos tiveram uma vida mais longa, vivendo cerca de 10 anos depois que o estudo foi feito. Os que não ficavam com crianças, faleceram cinco anos após a pesquisa.

O estudo mostrou que participar da vida dos netos leva a um risco de mortalidade 37% menor, e mesmo quem não tem filhos pode viver um pouco mais cuidando dos outros.

Pesquisadores também acham que o estudo sustenta uma teoria evolutiva chamada 'Hipótese da Vovó', que tenta explicar porque os seres humanos vivem tanto tempo depois de a sua fase fértil acabar. O que não é muito comum na natureza porque, evolutivamente falando, nossa função é a reprodução e a manutenção da espécie, ou seja, os avós que ajudam a cuidar dos filhos mudam esse paradigma. De acordo com os pesquisadores, o convívio com a família, assim como o cuidar, contribui com a saúde física e emocional e com a expectativa de vida do ser humano.

O Dia Internacional do Idoso é comemorado anualmente no dia 1 de outubro. Este dia foi instituído em 1991 pela (ONU) Organização das Nações Unidas e tem como objetivo sensibilizar a sociedade para as questões do envelhecimento e da necessidade de proteger e cuidar a população mais idosa. Portanto ajude a vovó ou vovô a ficarem mais tempo com seus netos, é comprovado que faz muito bem para sua vida.

Fontes: 1, 2

Geral
Pesquisadores da USP criam dispositivo que pode tornar as viagens de helicóptero mais seguras e silenciosas

Pesquisadores da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da USP desenvolvem um dispositivo para reduzir a vibração produzida pelas pás dos helicópteros. O equipamento converte vibrações em energia elétrica aumentando a vida útil, velocidade, segurança e conforto da aeronave.

“Aeronaves de asas rotativas possuem níveis altos de vibração que causam desconforto e até danos à saúde de seus usuários. A fonte de vibração mais expressiva é a interação entre as pás de seu rotor principal e o ar”, afirma Marcel Clementino, integrante da equipe do projeto.

“Parte dessa vibração é transmitida do rotor principal para a fuselagem através das hastes de comando de passo, conhecidas como pitch links. “Os benefícios proporcionados pela redução dessas vibrações são bem conhecidos e incluem aumentar a vida útil da aeronave, reduzir os custos de manutenção”.

A proposta do projeto é incluir funcionalidades adicionais ao pitch link que, além de proporcionar o controle do comando da aeronave, como ocorre com o rígido tradicional, permitiria reduzir vibração e realizar a coleta de energia.

Chamado de SaPPL, o equipamento é dotado de uma estrutura eletromecânica flexível. O dispositivo possui um material piezelétrico (que atua na transformação da vibração em energia elétrica) chamado Macro Fiber Composite (MFC), acoplado a placas metálicas elásticas e a um circuito eletrônico.

A estrutura transfere os esforços mecânicos entre as pás do helicóptero e sua fuselagem. Ao girar, as pás vibram e essa vibração é transmitida ao pitch link. O dispositivo é capaz de aumentar a dissipação de energia de vibração ou modificar a rigidez efetiva do pitch link.

Fonte

Instagram

Você já percebeu que quando fica sem comer alimentos processados como batata frita, pizza, bolos fica com uma vontade louca de comê-los? Se sim, isso quer dizer que tenha sentido um efeito semelhante ao da abstinência que pessoas viciadas em substâncias químicas têm.

Segundo dados dos Centros de Dependência Americana, os sintomas mais comuns de abstinência são dor de cabeça, irritabilidade, ansiedade e, algumas vezes, depressão. Esses processos tornam o indivíduo mais propenso a ter recaídas.

Com base nisso, pesquisadores analisaram o comportamento de 231 indivíduos, com idades entre 19 e 68 anos, que tentaram reduzir ou cortar o consumo de alimentos processados.

Os resultados, baseados em autorrelatos, mostraram que a pior fase foi entre primeiro e o quinto dia de abstinência, com os indivíduos demonstrando mais tristeza, irritabilidade, cansaço e desejo.

“As implicações do estudo sugerem que os sintomas de abstinência podem tornar as mudanças na dieta desafiadoras, contribuindo para que as pessoas voltem aos maus hábitos alimentares”, disse Ashley Gearhardt, Ph.D. Yale University e coautora da pesquisa publicada na revista Appetite.

Apesar da descoberta interessante, o estudo - que é o primeiro a analisar os sintomas de abstinência alimentar causada por alimentos processados em pessoas - apresenta limitações, como não ter observado como cada participante eliminou os alimentos processados da dieta.

Outra pesquisa feita pela equipe do cientista John Hoebel, da Universidade de Princeton, em Nova Jersey, revelou que comidas gordurosas podem viciar tanto quanto heroína.

Fontes: 1, 2

Geral
A Ciência comprova: beber cerveja faz bem para a saúde

Procurando justificar para a sua mulher porque você bebe? Você pode estar com sorte; Um estudo publicado no American Journal of the Modern Sciences chegou à conclusão de que a cerveja realmente tem mais benefícios para a saúde do que poderíamos pensar.

O South Morning China Post resumiu as descobertas: o néctar líquido é cheio de antioxidantes e contém mais proteínas e vitaminas do complexo B do que o vinho, que muitas vezes é considerado a bebida alcoólica mais "benéfica".

A cerveja pode até reduzir o risco de doenças cardiovasculares - desde que você não exagere, é claro. O estudo foca no "consumo moderado", o que significa que uma ou duas cervejas podem ser boas, mas uma dúzia é mais complicado de justificar.

Ainda assim, os pesquisadores aconselham que os médicos relaxem sua visão sobre o consumo de bebida alcoólica: os médicos devem estar cientes das crescentes evidências que apoiam os benefícios nutricionais e de saúde do consumo moderado de álcool como estilo de vida saudável.

Esta não é a primeira pesquisa mostrando que a cerveja melhora a saúde: estudos anteriores argumentaram que o consumo moderado de cerveja pode aumentar sua criatividade, reduzir o risco de diabetes e até mesmo hidratar você mais eficientemente do que a água.

Nem todos os resultados foram surpreendentes - pesquisadores espanhóis descobriram que o consumo de cerveja fazia os participantes se sentirem mais engraçados, mais atraentes e mais inteligentes. Como não amar essas pesquisas?

Fonte

Instagram

Pesquisadores da Universidade de Northeastern, nos EUA, entrevistaram 240 estudantes de graduação, entre 18 e 23 anos de idade, e entregaram a eles uma notícia falsa de jornal: um suposto relatório da polícia no qual a vítima fora atacada com um taco de beisebol e acabou inconsciente, com membros quebrados e outros múltiplos ferimentos.Continue lendo...

Geral
10 coisas que você sempre quis saber sobre política e tinha vergonha de perguntar

1 - O que é um deputado federal?

Para entender o que é um deputado federal precisamos entender como o Brasil se organiza, enquanto país. Somos uma federação que conta com vinte e seis estados e um distrito federal, e esses estados são representados em Brasília por duas Câmaras: o Senado e a Câmara dos Deputados. O deputado federal é o representante dos estados na Câmara, eleito pelo voto popular para legislar e para fiscalizar os demais poderes. Continue lendo...

Geral
Ranking põe Curitiba como cidade mais conectada do Brasil

Segundo ranking divulgado pela Connected Smart Cities 2018 no início de setembro de 2018, Curitiba é a cidade mais conectada do Brasil, ultrapassando São Paulo. O estudo avaliou 700 municípios para mapear as cidades com maior potencial de desenvolvimento tecnológico.

Para elaborar a lista, a consultoria Urban Systems leva em conta 70 indicadores que são divididos em 11 categorias: mobilidade, urbanismo, meio ambiente, energia, tecnologia e inovação, economia, educação, saúde, segurança, empreendedorismo e governança.

Curitiba vem subindo no ranking nos últimos anos e o prefeito Rafael Greca, comemora a liderança: “Apostamos na inovação e estamos desencadeando um processo criativo sem precedentes, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida dos curitibanos com uma gestão moderna e inteligente”.

O Ranking Connected Smart Cities foi lançado em 2015 e a metodologia foi desenvolvida a partir do levantamento das principais publicações nacionais e internacionais sobre o tema cidades inteligentes, conectadas e sustentáveis.

Com base nestes estudos, foram elencados 70 indicadores possíveis de se mensurar dentro da realidade brasileira. A coleta de dados se deu em organismos nacionais como Ministérios, Secretarias, Agências Reguladoras, entre outros. Confira a lista:

Fonte